Capitão América - O Primeiro Vingador

Capitão America – O Primeiro Vingador não deve ser apedrejado quanto parece ser. Em realidade, o último capítulo pré Vingadores não é só apenas mais um prelúdio extremamente longo para dizer que no ano que vem, a verdadeira prova de fogo da Marvel será esse projeto e quizá o que podemos dizer o projeto definitivo da Marvel no cinema e um dos mais ambiciosos de 2012.

Um dos pontos mais louváveis do filme e dos mais curiosos se encontra no segundo ato do filme, no qual envolve a questão da propaganda política americana para a segunda guerra mundial. Existe uma vontade natural do personagem de Evans em participar no que está acontecendo, sendo que existiu a preferência da mesma nação em continuar a trabalhar um ícone do que por assim dizer, do mesmo fazer algo pelo país.

Talvez exista uma estranha coincidência aos fatos recentes nos Estados Unidos que trabalharam ao esmo na década passada em prol de combater o “terrorismo” na visão deles e quando passa tudo e chegam novas diretrizes ou quando realmente a figura importante sente que nada era o que demonstrava. A diferença é que o personagem Capitão America sentiu a necessidade de ajudar... Já a vida real...

Tirando esse fato, o filme de Joe Johnston, diretor de filmes interessantes e belíssimos como Rocketeer e O Céu de Outubro, se preocupa de uma maneira em trazer o espectador uma aventura aos moldes clássicos, no qual, o espectador se envolva com os personagens do filme, principalmente com o protagonista Chris Evans que realmente provou que pode ser um personagem mais a sério, em comparação ao pastiche que foi Quarteto Fantástico.

O resto do elenco faz a sua parte demonstrando ser uma peça fundamental para cada momento e não existe mais a necessidade de dizer que Hugo Weaving volta a roubar a cena como vilão da trama que carrega em si o que é para muitos, a verdadeira natureza do homem atual, a destruição do mundo por um ideal que muitas vezes é concretizada por um e seguido por muitos pelo temor e a falta do que acreditar.

Capitão América – O Primeiro Vingador é um prelúdio curioso no qual focou no que muitos estavam esperando, no que se torna equivalente a questão de como seria demonstrado o personagem para encaixar aos Vingadores. Já como filme, não preferiu inovar, seguiu a risca o que muitos esperavam seguir, uma aventura de sessão da tarde que se pode ver de boa uma ou mais vezes. Longe de ter uma extrema qualidade, o filme funciona por fazer o tradicional arroz com feijão hollywoodiano que não irá mudar nada para os grandes cinéfilos e tão pouco, os loucos pela pipoca.


Ficha Técnica
Capitão América - O Primeiro Vingador (Capitan America - The First Avenger)
Diretor: Joe Johnston
Elenco: Chris Evans, Hugo Weaving, Tommy Lee Jones, Hayley Atwell, Sebastian Shaw, Dominic Cooper, Toby Jones, Neal McDonough, Derek Luke, Amanda Righetti, Samuel L. Jackson e Stanley Tucci
Gênero: Ação/Aventura
Cotação: 75% - ***







PS ... Só faltou tocar isso ao final do filme

Comentários

  1. O filme não fede nem cheira. Tenho dito.

    Abs!

    ResponderExcluir
  2. Não é mesmo de se jogar pedra, mas, esse era um herói que nunca tive muita simpatia. E concordo que a prova de fogo da Marvel é ano que vem.

    bjs

    ResponderExcluir
  3. A minha maior curiosidade mesmo pelo filme é por ser pré-Avengers, um filme mesmo para quem não é fã de HQs como eu, está muito curiosa para assistir. rsrs.

    Beijos! ;)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas