The Fall (A Queda)


Nem todas às vezes conseguimos entregar ótimos textos. Às vezes não sabe o que escrever, ou pior, não está sabendo como colocar ou expressar o que foi visto em palavras. Muitas vezes não é nem culpa do filme, e sim nossa. Não estamos livres da falta de criatividade no momento que mais precisamos expandir o filme conferido em palavras. Mas graças ao destino, sempre aparece um para reascender o gosto da escrita e o prazer de falar do nosso maior prazer: o cinema.


Sabe qual é o lugar mais prospero para fertilizar sentimentos, despertar sensações verdadeiras e principalmente expandir a nossa imaginação? Em um hospital. Quantas vezes conseguimos nos emocionar por ver crianças que mesmo com a dor de estar em um corredor onde anda junto, em uma linha tênue e invisível, o dom do inicio da vida e a porta de entrada para a morte premeditada. As crianças com todas as desavenças que ocorrem, nunca deixam de sonhar ou de ter um sorriso.


Era uma vez em Los Angeles, em ser mais preciso em um hospital. Uma menina chamada Alexandria está com o braço quebrado começa a criar uma amizade com um jovem dublê que está de cama. A partir dessa relação o jovem duble começa a contar uma história fantástica de cinco heróis que juntam forças para derrubar um governador tirano. Viajando em lugares exóticos e únicos, juntos irão enfrentar exércitos e perigos.


O que apenas posso falar desse filme em razões de conhecimento como: o filme foi rodado em vários paises do mundo e inclusive o Brasil; É estrelado por Lee Pace e Catinca Untaru; o diretor do longa é o mesmo de A Cela e do clipe Losing My Religion de R.E.M, Tarsem Singh; Que o filme ganhou o premio de Sitges como melhor filme que teve ainda como ganhadores Sam Rockwell pela atuação em Joshua, Chan Wook Park pelo roteiro de I’m A Cyborg But That’s Ok!.

O longa de Tarsem em muitos momentos consegue transfigurar e confundir o espectador se está vendo um filme ou uma obra de arte. Em muitos momentos, o longa parece aqueles quadros antigos onde cada apreciação consegue fazer a mente salivar pela beleza e pelo primor da obra. Aplausos para toda a equipe técnica. E principalmente por Tarsem por conseguir sem precisar de lugares mágicos para construir uma fabula onde a beleza natural do nosso planeta pode oferecer.


Lee Pace e Catinca Untaru fazem a dupla de protagonistas. Existe uma relação mágica entre os dois que ultrapasse os sentidos de emoção durante a tela. A química entre os dois protagonistas é tão forte que sentimos a alegria, a dor, a gloria e a decepção. E ainda para fortalecer essa relação, foi passada uma informação de que o ator Lee Pace era um paraplégico, já que no personagem vive numa cama, para os pais da menina e o diretor aproveitou dessa informação para deixar mais verdadeiro a atuação da menina, mas depois foi tudo esclarecido.


Agora o que mais dói no peito desse cinéfilo é o descaso terrível das distribuidoras nacionais que muitas vezes deixam de lado grandes filmes e dão valor a películas que tem o intuito de grandes bilheterias (alguns sendo justos e outros que nem merecem). Infelizmente não se sabe quando esse filme poderá chegar aqui e assim contabilizando a lista infinita de grandes filmes que não se sabe e provavelmente não darão as caras por aqui, tomando como exemplo Half Nelson, Sherrybaby e entre outros.

Não poupo em dizer que The Fall é um dos melhores filmes do ano. Um filme que não consegue cumprir sua promessa, mas sim, superar. Um filme que exala beleza desde primeira cena até a ultima. Um filme que coloca a fantasia no nível que deve ser tratada, como uma porta para imaginação do espectador para momentos extraordinários. E se um dia chegar a algum multiplex da vida, não deixem de perder momentos únicos que só o cinema pode propor, assim como os sonhos e sentimentos de uma criança cheia de vida. Uma prova concreta de que o cinema consegue ser o caminho mais próximo das nossas fantasias de criança, mesmo sendo uma fabula adulta.


Ficha Tecnica

The Fall - A Queda

Diretor: Tarsem

Elenco: Catinca Untaru, Lee Pace e Justine Waddell

Gênero: Fantasia/Drama

Cotação: 93% - Filme Obrigatório

Comentários

  1. Verei em breve! Depois coloco minhas opiniões. Mas pelo que vi do trailer, o filme parece um quadro em movimento, com uma fotografia espetacular e figurinos que não são nada senão arte. Vamos ver!

    ResponderExcluir
  2. Quero muito ver, JP! Vc com certeza conseguiu despertar meu interesse pelo filme. E a equipe responsável tem credenciais impecáveis... Vou correr atrás, com certeza!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. A gente já comentou um pouco sobre este filme no MSN. Não gosto muito de "A Cela", mas, pelas fotos do post, dá para perceber que o visual do filme (como é característico das obras do Tarsem Singh) é maravilhoso! E uma vergonha mesmo as distribuidoras nacionais. Até hoje quero assistir "Half Nelson", mas o filme não é lançado de jeito algum por aqui...

    Beijos! Bom final de semana!

    ResponderExcluir
  4. Só pelas fotos que vc colocou aqui já me interessei demais nesse filme..
    Seu texto está super inspirado, fruto comc erteza dessa inspiração vinda do filme...
    Tomaa que consiga ter acesso fácil a ele...
    Abraços, Johnny e fique com Deus!!!

    ResponderExcluir
  5. Assisti "A Cela" e apesar de história interessante é um filme confuso.

    Agora com sua crítica sobre esta nova obra de Tarsem Singh, fiquei curioso.

    Abraço

    ResponderExcluir
  6. Opa, um dos melhores do ano??Eu nem conhecia, mas esse tipo de cinema me atrai. Boa dica!

    Abraço!!!

    ResponderExcluir
  7. Caraca! Teu texto me deixou intrigado por este filme. Valeu! Na verdade, não curto muito A CELA, filme anterior do diretor, mas estou curioso assim mesmo. E agora, ainda mais.

    Abs!

    ResponderExcluir
  8. Jesus apaga a luz JP.
    Onde foi que vc conseguiu assistir à este filme ? Confesso, confesso com muito pesar que estou à procura deste até em sites de downloads na internet e fóruns, mesmo sendo um pouco contra estes sites.

    O filme deve ser perfeito demais, excelentes comentários. Mas por favor, salve a minha pátria e me diga como vc assistiu !!!
    hehehe

    Abraçao!

    ResponderExcluir
  9. Assisti e digo: IMPERDÍVEL!

    Provavelmente o melhor filme que vi este ano. A menina é incrível, a história é emocionante. Um filme para quem curte cinema.

    ResponderExcluir
  10. Assim como os demais, fiquei muito curioso em relação a esse filme agora. O visual parece ser excelente, característica do diretor, por isso mesmo acho que será um trabalho diferente do convencional. E ainda tem o Lee Pace...

    ResponderExcluir
  11. Acho "A Cela" um ótimo suspense e com uma arte mais do que perfeita. Daí o meu interesse por este novo filme do diretor. E falando em filmes que nunca chegam aqui, por onde anda "The Quiet", com a minha namorada (apesar dela ainda não sabe disso, rs) Camilla Belle?

    ResponderExcluir
  12. Alex - Também acho isso, e só pelo fato de ter a marca artistica porém com uma história mais sensivel, já é o aperitivo perfeito ... e além disso ... Ninguem sabe se vai chegar ... mas calma amigo ... tó na fila também ...

    Junior - Já está disponivel nos foruns da vida ... porém fica o lamento de não poder saciar vendo esse filme no cinema ...

    Rodrigo - Realmente, o filme consegue inspirar qualquer um que vê, principalmente no segundo para o terceiro ato, onde acontece momentos praticamente fabulosos.

    Iberston - Veja logo macho! Quero compartilhar as mesmas visões artisticas com outra pessoa!

    Pedro - Já foi postado aqui nos filmes que eu mais espero no ano. E dica boa, sempre visite a Apple, tem altas novidades por lá ...

    Louis - Nem me fale, coloca belas credenciais nisso ... mas sinto que vai ser solenemente ignorado no Oscar ...

    Vinicius, Otávio, Hugo e Milla - Sentindo no comentario de vocês sobre o primeiro filmes dele, soou como confuso e estranho. Porém garanto a vocês que no segundo filme não está assim. A estetica visual e unica do diretor continua presente no filme, porém a própria história de The Fall tem como foco a fantasia.

    Abraços a todos!

    ResponderExcluir
  13. Muito, muito interessante. Me deixou super intrigado. Vou procurar.

    Ciao!

    ResponderExcluir
  14. Cara, vi o trailer desse filme e fiquei de queixo caído. Visualmente é um espetáculo ímpar, basta saber se a história tem nível para sustentar o filme. Pela sua análise, vale a pena sim. Verei assim que puder.

    ResponderExcluir
  15. Já tinha lido algo escrito por Roger Ebert, que também ficou deslumbrado, mas não sabia totalmente o porquê. Lendo agora sua crítica, a vontade de ver esse filme subiu, pois experiências assim desbundantes não são tão freqüentes.
    Se passar nos cinemas, vai ser em circuito limitadíssimo, então nem tenho esperanças. Aguardo o DVD ou o Blu-ray!

    Cumps.

    ResponderExcluir
  16. Simplesmente magnífico!
    Uma obra de arte e extremamente emocionante.
    Daqueles filmes que nos transporta para uma outra dimensão, através da mágica e da fantasia que o cinema nos proporciona, ou pelo menos proporcionaria, mas ultimamente tão escasso dessa mágica. Mas é bom ver um filme primoroso como esse e descobrir que nem tudo está perdido na cultura contemporânea.
    E essa menininha, meu Deus, ela é fantástica! Graciosa e de um talento natural e expontâneo. Espero que não perca nunca isso com a fama...

    ResponderExcluir
  17. Fantastico filme.Emociona e leva vc ao mundo de fantasia e reflexão.Pena que deixem uma obra com esta fora dos cinema nacional, mais vivemos nesse país subdesenvolvido.veja sem medo de ser feliz

    ResponderExcluir
  18. Fantástico........
    Só o vi agora... em 2012!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas