Especial O Exterminador do Futuro - Primeiro Filme

“Nós estamos procurando a cena pela cidade esta noite 
Estamos te procurando para começar uma luta 
Há um sentimento demoníaco em nossas mentes 
Mas não é novidade, você sabe, isso nos deixa loucos”



Há algo estranho na cidade de Los Angeles.
Um homem de estrutura forte, de olhar gélido e com sede de matar está deixando um rastro de corpos.
Porém ele tem uma peculiaridade estranha: Ele tem um alvo em comum, a garçonete Sarah Connor.
Mal sabe ela do por que de ser perseguida. Do por que um estranho insiste em ajudar ela.
Agora o que nós sabemos que ele não é humano, ele é algo além da nossa compreensão
Uma máquina com um propósito: EXTERMINAR.


No começo dos anos 80, pode se dizer que foi o período mais fértil para a ficção cientifica, além da saga Star Wars conquistando legião de fãs, ainda teve de brinde Fuga de Nova York de John Carpenter e Blade Runner de Ridley Scott. Porém um dos filmes definitivos para a década e principalmente para algumas figuras, é com certeza O Exterminador do Futuro de James Cameron.



“Nossas mentes estão pegando fogo com vontade de matar
E não vai passar até que nossos sonhos sejam completados 
Há apenas uma coisa em nossas mentes 
Não tente fugir 
Pois você é quem devemos encontrar”


Em 2029, em um dos prováveis futuros, acontece uma guerra nuclear nos meados dos anos 90 no qual quase dizimou a raça humana e nesse futuro, as máquinas tomam o controle do mundo, porém um homem decidiu lutar contra essa tirania e ele se chama John Connor. As máquinas, em um pensamento defensivo com caráter de ataque, decidem ir para o passado para cortarem pela raiz o seu inimigo, a mãe do salvador. Sabendo do plano, os humanos mandaram um protetor... a pergunta é, quem chegará primeiro.


Depois desse filme, a linguagem de fazer filmes de ação mudou drasticamente, mas para melhor. O roteiro ágil de Cameron e de Gale Ann Hurd, que é mais forte como produtora e de filmes conhecidos do povão como Armaggedon, os dois filmes de Hulk e Justiceiro e produtora da trilogia do Exterminador, não faz com que o espectador fique perdido e além de ser bem transmitido.



“Correndo
Em nosso caminho se escondendo 
Você irá pagar morrendo 
Mil mortes” 


Aproveitando e fazendo uma homenagem a Stan Winston que morreu recentemente. Os efeitos de maquiagem desse filme podem soar hoje antiquados, já que claramente se se percebe que é um boneco, porém ainda consegue chocar e ser eficiente. Principalmente na seqüência final onde mostra o robô propriamente dito. Pode-se dizer, impecável em todos os sentidos assim provando que o importante não é ser perfeito, mas se tornar inesquecível com o que tem.


E Arnoldão... Muitos ainda o reclamam como ator, nem ligo muito. No filme com seu olhar gélido, feições sombrias e frases curtas, porém de um efeito devastador fazem do Exterminador T-101 um dos mais macabros do cinema, assim juntando com outra máquina Hal-9000. Também Linda Hamilton sintetiza bem o papel da moça que no começo é ingênua e que cresce de acordo com a trama.



“Procurando, procurar e destruir
Procurando, procurar e destruir” 


Cameron em seu terceiro filme mostrou amadurecimento e aperfeiçoamento em questão de direção. E curiosamente o primeiro filme da saga pode se datar também como terror. Veja que curioso: o filme tem um vilão praticamente indestrutível, a trilha de sintetizadores de Brad Fidel (impecável) dando mais tensão à trama, mortes seqüenciais a sangue frio e seqüências arrepiantes como a da delegacia e a final onde até hoje ainda sente a agonia gelar a espinha. Tá bom ou quer mais?


Também saiu o jogo do filme, a primeira versão saiu para o Mega Drive, apesar de ter poucas fases, o jogo é extremamente difícil e tem uma jogabilidade nada agradável. Já a versão do Super Nintendo já tem os gráficos melhorados e segue muito bem a linha do filme, apesar da ultima fase fraquejar. E o titulo mais curioso sobre o primeiro filme com certeza é o crossover entre Robocop contra O Exterminador que ainda teve um HQ baseado na briga e detalhe, o criador foi nada menos do que Frank Miller, o mesmo de 300 e Sin City!


O Exterminador do Futuro é com certeza um dos melhores filmes de ação já feitos na história do cinema. Um marco de como fazer filme e provando que a década de 80 foi uma década fértil para o cinema fantasia onde o importante não era ser bem feito, mas sim levar o espectador a um mundo muito além do que ele permita. Um filme extremamente obrigatório para todos os cinéfilos.


Ficha Tecnica

O Exterminador do Futuro (The Terminator)

Direção: James Cameron

Elenco: Arnold Schwarzenegger, Micheal Biehn e Linda Hamilton

Gênero: Ação/Ficção Cientifica/Horror

Cotação: 94% - Filme Obrigatório

Comentários

  1. Rapaz, acredita que não lembro de quase nada desse filme, além de Arnold ser o vilão e o Michael Biehn ser o mocinho? Lembro um pouco da cena final, mas preciso assistir novamente.
    E quero fazer isso e rever Terminator 2, para poder acompanhar a série The Sarah Connor Chronicles, que vai para a segunda temporada em Setembro.

    ResponderExcluir
  2. João, faz tanto tempo que assisti a este filme, que nem me lembro direito! Acho que isso é um sinal de que tenho que rever "O Exterminador do Futuro".

    Bom final de semana!

    ResponderExcluir
  3. Esse filme é ótimo mesmo! Mas acho o segundo ainda melhor. O terceiro é o mais fraco, mas ainda assim completamente espetácular.

    Ciao!

    ResponderExcluir
  4. Adoro esse filme!!! Entre as fitas de ação, é uma pérola!

    Aliás, estou de blog novo! Um diario de bordo sobre a ida pra Londres mas tb comentarios sobre filmes e séries. Já add vc por la! o/

    http://louisinreallife.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Um dos melhores filmes de Sci Fi da historia do cinema. Um personagem secular, e um roteiro brilhante!

    PS: A trilha sonora tambem é outro destaque, em todos os 3 filmes.

    ResponderExcluir
  6. Adoro "O Exterminador do Futuro", sem dúvida uma das melhores ficções que já vi - apesar de preferir ligeiramente a continuação.

    ResponderExcluir
  7. Excelente! Um dos melhores filmes já feitos!

    Abs!

    ResponderExcluir
  8. Na minha opinião é o grande papel da vida de Schawarzenegger, mesmo o 2º filme ter sido mais badalado, caro e maior bilheteria, acho o primeiro sensacional e o jeito de interpretar dele cai como uma luva...o cara é o próprio andróide.

    Abraço

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas