Postagem Dupla de Horror/Suspense: 30 Dias de Noite e P2 - Sem Saida

P2 - Sem Saída

O que é terror? O que é sentir o pavor de uma situação? O medo de um cenário difícil de escapar. Isso sempre será um grande plot para um filme de suspense e derivados. E dependendo do filme, mesmo com limitações extremas, sempre o tema da incapacidade de sair é uma chamativa para o mais desavisado espectador. P2 – Sem Saída se junta no hall de filmes limitados, porém que funciona para aqueles que gostam desse tipo de trama.

Simplicidade é o que resume a história desse filme. Uma bela funcionaria fica um pouco mais tarde em seu escritório na véspera de natal. Atrasada para a festa, o seu carro para de funcionar e ela pede ajuda a um sereno segurança, porém a situação se complica e ela se torna refém desse suposto segurança que tem uma proposta curiosa a ela. Sem sinal, sem comunicação, será que ela conseguirá sobreviver no estacionamento?

A chamativa desse filme não seja ser o seu tema que é tão copiado e nem tão pouco a protagonista Rachel Nichols, que faz uma atuação fraquíssima, nem o seu antogonista Wes Bentley, que fez uma suposta evolução de canastrisse de vilão em Motoqueiro Fantasma, mas que mesmo assim é um ator fraco. Mas sim por ser um filme produzido e roteirizado por Alexandre Aja.

O roteiro de Alexandre Aja, Grégory Levasseur e do diretor Franck Knalfoun não trás algo de novo, e nem tão complexo, Aja se tornou especialista em explorar a relação de perseguição entre a suposta mocinha e o suposto vilão, já que Aja faz com que o seu vilão conquiste a simpatia do publico assim torcendo para que ele faça algo realmente cruel com a mocinha. Isso sim é uma característica dele. Porém alguns acham que o que marca ele é a violência explicita, mas na realidade é o desmembramento de personagens assim fazendo que a mocinha nem seja tão mocinha assim e o vilão não tão sem motivo também. E outro ponto muito bom que é a trilha sonora, o compositor tomandandy se tornou uma célula importante para o filme do tipo, onde faz uma trilha nervosa que combina com o estilo de Aja no que se diz a respeito em tensão e sustos secos. Mesmo não sendo um filme dirigido por Aja, a trilha é a alma desse filme.

Uma direção mais do mesmo, P2 se torna um tipo de escapismo para alguns, um exercício de descarga de adrenalina para aqueles que não conhece a história e decepção para aqueles que acreditam que Aja se sustenta só no que diz a respeito de tripas, membros e sangue jorrando. Mesmo sendo um relativo fracasso, se passar nos cinemas nacionais, pode até valer o ingresso. Bom filme e nada mais.



P2
Diretor: Franck Knalfoun
Elenco: Rachel Nichols e Wes Benteley
Gênero: Suspense

Querem algo melhor:

Red Eye - Vôo Noturno
Psicose
Encurralado (Duel)
Perseguição (Joy Ride)




30 Dias de Noite (30 Days Of Night)

Ghost House Pictures, logo de cara queremos saber que produtora de terror é essa? Vejamos, se entrar a detalhes, iremos saber logo de cara que é a produtora de Sam Raimi, o mesmo da trilogia que começa ótimo e termina de maneira satisfatória Evil Dead e de uma outra trilogia que começou clássico e terminou desastroso que foi Homem Aranha. Mas esse novo detalhe faz com que essa produtora perca muitos pontos entre alguns cinéfilos. Essa mesma produtora é a mesma de “clássicos” como o remake e a seqüência de O Grito e O Pesadelo (aquele do bicho-papão). Assim faz com que para o mais novo projeto da produtora, 30 Dias de Noite, venha com uma expectativa baixíssima, porém acreditem, vocês é que saem ganhando.

Em uma cidade do extremo-norte do Alaska, tem um fato temporal estranho. A cidade de Barrow todo ano fica em 30 dias dentro da mais profunda escuridão, sem a luz do sol brilhar na cidade. E em como toda vez, algumas pessoas viajam para ficarem longe desses dias de escuridão, assim como a esposa do policial Eben, Stella, porém perde o ultimo vôo e tem que voltar a conviver com o marido mesmo com o processo do divorcio. Mas um estranho está chegando na cidade profetizando a morte de todos de algo desconhecido. E começa a escuridão e a partir daí, criaturas da noite sedentas de sangue (vulgo vampiro) começam a dizimar quase toda a cidade e os sobreviventes irão tentar perpetuar a vida e esperar a próxima alvorada de sol.

Se fosse fazer um ranking de produtoras atuais de horror, a briga é feia para quem vai ser a pior produtora. De um lado está a Platinum Dunes (Micheal Bay e se brincar é melhor do que os seus próprios filmes) que mesmo chamando “diretores novos” alias, ratificando, restos de diretores de videoclipes oscilam entre um filme decente e um filme ruim. A Dark Castle que apesar dos seus donos serem realmente poderosos (Joel Silver e Robert Zemickis) fez muitos lixos cinematográficos como 13 Fantasmas, Navio Fantasma (ooo criatividade), A Casa da Colina, Na Companhia do Medo, A Casa de Cera, A Colheita do Mal e detalhe, alguns desses filmes conseguiram queimar um pouco a filmografia de alguns diretores e atores como Mathieu Kassovitz, Penélope Cruz, Hilary Swank, Geoffrey Rush, Annasophia Robb e o mais importante: todos são um lixo! E chega a nossa produtora Ghost House que surgiu na minha concepção na seguinte prerrogativa: de tanto ganhar dinheiro em Homem Aranha, ele pegou o dinheiro e começou a financiar no que seria o “futuro promissor do horror” que é os remakes de filmes orientais e com o seu “toque mágico” conseguiu que o filme original, Ju-On se torne uma piada para o resto da nação do horror e ainda o seu remake fez a grande confirmação: que fazer remake de filme oriental de horror é roubada! Depois disso a produtora só acumulou filmes fracos aumentando a dor de cabeça dos fãs do horror. Porém com uma adaptação de HQ ou uma Graphic Novel, a produtora poderia ter novos rumos?

O roteiro não é um grande espetáculo, mas pelo menos tenta trazer algumas coerências para não dizer que é um fiapo. Mas alguns diálogos são memoráveis e principalmente por colocar um idioma próprio para os vampiros. Alguns diálogos do chefão são espetaculares mas outras que parece lições de moral de Beyblade, Pokémon e derivados. As duas únicas atuações que prestam no filme são de Bem Foster e Danny Huston. Bem Foster faz O Estranho e que no começo é o único atrativo para continuar a ver o filme antes dos vampiros chegarem, assim confirmando a notável e elogiável evolução desse ator que esteve em Alpha Dog, nesse filme e 3:10 To Yuma de James Mangold. Danny Huston faz o chefão dos vampiros, ele pode falar pouco, porém a presença dele é inegável em tela e fora que as melhores falas do filme são dele. E o resto dos atores... Sabe o que é ter em um filme de horror um herói que quer salvar todos, a mocinha, o irmão do principal e uma cambada que vai morrer pronto, nesse filme não é exceção.

Sam Raimi, agradeça a David Slade, aparentemente poderia se dizer antes de ver o filme que ele fosse um tipo de pau-mandado do produtor, já que em 110% das produtoras de horror utilizam diretores diferentes porém quem mandam é eles, os produtores. Nesse filme ele foi fiel ao gibi original fazendo até alguns repetecos quadro a quadro tipo Sin City e pelo menos ele foi decente em criar muita tensão em algumas cenas, porém tem coisas que fazem que o filme caia de ritmo e que não fica sem graça graças a uma ação desenfreada e sanguinária no começo e depois vira o joginho favorito de qualquer fã de horror: quem vai morrer na próxima seqüência?

E antes da conclusão é bom falar de duas forças eletromotriz desse filme:

(1°) Violência: muita gente reclama que filmes do tipo não têm violência, mas nesse eu nem reclamo, na dose certa conseguiu atingir expectativas dos esfomeados da nova geração onde se pingar sangue na tela é vibração na certa.
(2°) Vampiros: quem disse que os vampiros tinham que parecer com Brad Pitt ou com o Tom Cruise? Nesse ele ousa a serem feios, violentos e implacáveis, e ainda dando destaque a seqüência da menininha vampiro que ficará na cabeça como uma das cenas mais ousadas que já vi em um filme de horror.

30 Dias de Noite de tantos filmes que já saíram esse ano, fica junto com P2 como um filme de horror que não é tão bom porém que não é tão ruim, fica para aqueles que gostam do gênero vampirismo, mas pelo menos foi o único acerto dessa produtora que vive as custas do Aranha que ganha horrores, e assim lembrando de um jargão do Captão Nascimento para essa produtora: “Você, Sam Raimi, que pega o dinheiro do Mamão Aranha e fica financiando esta merda de produtora!”. Para alguns um tiro pela culatra por ser decente, e para mim... Já vi coisas melhores esse ano.

30 Dias de Noite (30 Days Of Night)
Direção David Slade
Elenco: Josh Harrnett, Melissa George, Danny Huston e Ben Foster
Gênero: Horror/Ação

Se Procuras algo melhor:

Nosferatu
Dracula de Francis Ford Coppolla
Entrevista Com Vampiro

Comentários

  1. João, você que leu meu post sobre "30 Dias de Noite" sabe o quanto eu adorei esse filme. E olha que eu fugo de filmes assim, com sangue e violência.

    O que me impressionou foi a concepção visual da película e as cenas dos vampiros. Confesso que tive medo! :-)

    Bom final de semana!

    ResponderExcluir
  2. Falo apenas de 30 dias de noite, o único q assisti.Esse filme tb naum me agradou muito e sobre os pontos descritos por vc tenho a seguinte opinião:
    Vampiros- Prefiro muito mais a complexidade do Drácula e dos vampiros de Anne Rice, por isso Drácula de Bram Stoker(esse sim um filme de vampiros q dá calafrios) do Francis Ford Coppola e Entrevista com o vampiro de Neil Jordan.
    Violência- Achei as cenas de ação um pouco mal elaboradas, piscou-passou, sabe?
    No fim das contas é mais um tiro pela culatra de Sam Raimi como mesmo falou.E do elenco, não fico com ninguém, nem mesmo o Ben Foster e o Danny Huston.

    ResponderExcluir
  3. Hum....Sam Raimi de me dá arrepios! Antipatia total com este nome!
    Sobre os filme...
    Eu prefiro Voo Noturno como vc mesmo sugeriu para um melhor que P2!
    E sobre 30 dias...talvez eu assista sim! Gostei de Guardiões da Noite, talvez veja algo bom neste também!
    aBraço!

    ResponderExcluir
  4. JP, quero ver 30 Dias de Noite, principalmente pelo Danny Huston, que dizem valer o ingresso. Jah tah na hora de descobrirem esse ator, muito subestimado.

    ResponderExcluir
  5. Eu tinha visto o trailer de 30 dias de noite, e ele foi bastante convidativo...
    Sam Raimi é um cara que muito me desagrada, não gosto dele como diretor, e acho que não vou gostar como produtor...

    Vamos assistir para tecer novos comentários...

    Gustavo Madruga!

    ResponderExcluir
  6. Ainda não assisti P2, nem tenho vontade. Quanto a 30 Dias de Noite, não achei tão ruim assim. Esperava bem menos do filme, mas ele até que foi bom.

    Tu és pernambuca no também né? Moras em que bairro?

    Abraço

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas