O amor ... O amor ...

O amor... O amor... Terça feira é o dia dos namorados. Um dia especial, onde um casal aproveita esse dia para trocar presentes e juras de amor. Também antecede o dia do santo casamenteiro, o Santo Antonio. Já no mundo é dia 14 de Fevereiro, dia de São Valentin. Além disso, é uma oportunidade maravilhosa para os pombinhos verem uns filmes juntinhos. E aqui neste post irei falar os poucos filmes românticos que gosto, por que, para falar a verdade, ODEIO filme romântico, mas esses estão as exceções.

Shaun Of The Dead – Um belo romance entre tripas e membros.

De inicio, vem a grande questão, o que tem haver esse filme com romance. Para os desavisados, conta a história de Shaun, um rapaz que tem uma vida altamente estressante e que ver o seu único motivo de alegria (que é a sua namorada, Liz) lhe deixar. Sendo que com a catástrofe dos mortos vivos, ele vê a ultima oportunidade de dizer que a ama, tentando salvar da desgraça que estava ocorrendo.

Momento Romântico em Tela: Shaun e Liz no guindaste, prontos para lutar.

Intermission (Dias Selvagens) – Um intervalo na relação e várias vidas mudam.

Quando John (Cillian Murphy) e Deirdre (Kelly McDonald) dão um intervalo no relacionamento, muitas vidas que estão ao redor deles irão mudar. Um filme que fala sobre o que um rompimento pode causar. Muitas situações inusitadas, personagens inesquecíveis que ao mesmo tempo, são de simpatia à empatia. Destaque para ótimas atuações de Cillian Murphy (conheci o ator nesse filme) e de, pasmem, Colin Farrell.

Momento Romântico em Tela: o personagem John chorando de saudade pela Deirdre.


Time – O Amor contra a passagem do tempo.

Filme já comentado aqui no blog e volto a falar. Ki-Duk Kim volta a me surpreender e seus fãs também nos entregando novamente mais uma bela história romântica e surreal. Desta vez o questionamento romântico que ele volta a entregar ao publico é de se vale a pena ficar bela e vazia ou feia e cheia de amor. Questionamentos universais juntos a uma força técnica oriental beirando ao perfeito. Está no meu top do ano.

Momento Romântico em Tela: Os Encontros do casal no parte das estatuetas.

Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças: Jim Carrey chora e Kate Winslet ri, a formula romântica interessante.

O diretor Michel Gondry, responsável por quase todos os clipes da Björk, se aventurou na direção contando uma história altamente bizarra, mas ao mesmo tempo sensível de um homem que desiludido com a amada tenta apagar ela da memória com uma experiência, mas com o tempo da experiência, percebe que ama ela de verdade e vai lutar com tudo para não tirar a amada da memória. For a isso todas as atuações são de alto nível, e uns reclamam até hoje pela não indicação de Jim Carrey como Melhor Ator no Oscar daquele ano.

Momento Romântico em Tela: o personagem de Jim Carrey chorando por causa dela.


007 A Serviço Secreto A Sua Majestade – Todos amam, até James Bond …

O mais controverso e ao mesmo tempo considerado um dos melhores de toda a saga. Nesse filme o 007 enfrenta o seu maior vilão, Blofeld. Mas por que ele está nesta lista. Nesse filme é o único da saga toda, que o espectador conhece um lado romântico do agente com a Bond Girl mais linda e elegante de todas, Tracy. Na primeira parte do filme mostra o relacionamento desses dois ao som de Louis Armstrong com a musica “We Have All Time In The World” e acredite … ver romance de verdade em 007 é difícil, mas esse filme é um exemplar perfeito.

Momento Romântico em Tela: A cena final do filme.

O Fabuloso Destino de Amélie Poulan – Amélie conquista qualquer um…

Desde seu nascimento, Amélie já era uma menina especial. Uma mulher que tem um jeito especial de ver o mundo. E quando ajudou um senhor a recuperar a infância, ela teve a brilhante idéia de ajudar a que vive ao seu redor, até encontrar o seu verdadeiro amor, um simpático atendente de uma sex shop que nas horas vagas é um fantasma em um brinquedo no parque. Bem desde o inicio ao fim não dá para em alguns momentos se encantar tanto com a história quanto a direção impecável de Jean Pierre Jeneut e com as atuações de Audrey Tatou (que precisa urgentemente fazer um filmão por que O Código da vinci queimou legal a sua carreira) e Mathieu Kassovitz.

Momento Romântico em Tela: A seqüência final entre Amélie e Nino


Casa Vazia: O melhor filme romântico que vi em toda a minha vida

Esqueçam Hollywood com aquelas historinhas de paty que você sabe o inicio, meio e fim e ainda fica puto por que nunca muda a fórmula. Pois bem, no seu melhor trabalho Ki-Duk Kim agracia o espectador com uma história surrealista ao extremo contando a história de um rapaz que entra nas casas das pessoas que estão viajando e fica arrumando toda a casa. Sendo que em uma ele encontra uma mulher que está fragilizada e ele leva ela ao mundo dele. Sensibilidade, paixão, naturalidade em um filme onde uma cena vale por mil palavras.

Momento Romântico em Tela: A Cena do Beijo


Claro que para alguns vão até estranhar se um filme não está e outras coisas. Mas o importante é valorizar o dia para dizer a pessoa que você gosta que ame, aproveite esse dia para firmar votos e colocar para for a os seus verdadeiros sentimentos.


E algumas musiquinhas para momentos de amor e carinho

Louis Armstrong - We Have All Time In The World
Nancy Sinatra - You Only Live Twice
The Rapture - Open Your Heart
Keane - Try Again
Snow Patrol - Open Your Eyes

Abraços

Comentários

  1. Johnny,meu camarada,de sua lista sou fissurado em Brilho Eterno de uma mente sem lembranças e O Fabuloso destino de Amelie Poulain.Fantásticos!
    Esse Dias Selvagens me interessou bastante,mas nunca oubi falar...
    Para quem dizia naum gostar de romances...Tb gosto de achar em filmes pancadas um romance verdadeiro entre protagonistas.
    Acrescentaria Moulin Rouge!(claro!óbvio!rsrsrsrsrsrs).

    ResponderExcluir
  2. Opa! gostei das dicas, meu caro! Das músicas também... até mais!

    ResponderExcluir
  3. caramba, brilho eterno é um dos meus favoritos, que personagem esse da winslet!!!

    o seu blog ta foda, velho dá gosto de ver!

    ResponderExcluir
  4. Opa, belo post!!!!
    Este "Dias Selvagens" me interessou muito, principalmente pelo Cillian Murphy!!!
    "Casa Vazia" esta na lista dos próximos que irei ver...
    os outros a maioria já assisti, enfim a lista esta excelente!!!
    Ahh e foi vc quem disse q não gosta de musicais né???
    Entendo agora o motivo....quem ñ gosta de romance, dificilmente gosta de musicais, que geralmente são bemmmm sensiveis a imaginação e coisa e tal, mas é apenas um fator, q talvez não seja este o seu caso...
    Abraçoo!!!

    http://eco-social.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. JP, lista bem inusitada, já que trata-se de filmes românticos. Estou de birra para ver "Dias Selvagens", mas você fala tão bem do filme que reservarei em breve.
    Se eu formasse uma lista composta por sete filmes, eles seriam: "Eterno Amor", "Sob O Sol da Toscana", "Não se Mova", "Secretária", "Casamento Grego", "A Noviça Rebelde" e "Ghost - Do Outro Lado da Vida".
    Acho que minha lista também seria um pouco incomum...
    Abraço.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas