Melhores de 2014 ... e um esclarecimento.

Como se despede de um ano bem ruim em questão? Isso é bem simples, com uma breve mensagem de despedida. Se eu pudesse mandar um ano para o esquecimento, seria totalmente esse. Turbilhões emocionais e profissionais tão avassaladores que por muitas vezes, vi diante de dilemas que colocaram em xeque se continuaria escrever no blog ou não. Apenas nesse texto vou falar pelo menos em palavras breves os meus 5 melhores do ano. E pelo menos uma meta para o ano que vem que é ver mais filme ou um filme por dia.

5 – Night Moves
Kelly Reichart se transformou em minha diretora de cabeceira após esse filme. Após um drama mais do que humano entre a dona e sua cachorra em Wendy e Lucy e uma jornada ao desconhecido dependendo de apenas de um nativo em Meek’s Cutoff, Reichart brilha criando um suspense moral sobre as consequências de um ato eco terrorista. Após alguns anos apagados dando trabalhos menores, aqui, Jesse Eisenberg faz literalmente o papel da sua carreira. Praticamente no segundo ato em diante, se transforma em um monstro de atuação e ofusca literalmente a todos.


4 – O Grande Hotel Budapeste
Wes Anderson começou a me cativar como cineasta nos últimos anos. Desde O Fantástico Sr. Raposo, tudo que venha desse diretor, já vejo com bons olhos. Aqui não foi diferente. Engraçado, divertido e emocionante em um mesmo pacote, é lindo ver as desventuras de Gustav, um simpático gerente de hotel e o seu ajudante Zero. Talvez um dos melhores elencos do ano, é impossível não sair com um sorriso após a sessão com essa maravilha da sétima arte.


3 – The Guest
Aqui vem um filme bem interessante a ser comentado. Imaginem um filme que trabalha em um gênero que literalmente é desprezado de uma maneira forte ao cinéfilos e de repente, todos os clichês desse filme são revertidos ao seu favor trazendo um frescor ao gênero. Bem, esse em linhas simples é The Guest de Adam Wingard, do mesmo diretor de You’re Next. Interessante dele é que ele prende o espectador de uma maneira tão admirável e ao mesmo tempo a percepção de que o diretor sabe o que está fazendo e melhor ainda, conhece o público que verá o filme. Além claro de ter uma das melhores trilhas sonoras do ano fácil, transformando uma em especial em um dos melhores momentos musicais de 2014.



2 – Operação Invasão 2
Para muitos, o sucesso de uma sequência está em pegar todos os elementos que fizeram o primeiro filme um sucesso e explorar esses fatores ao máximo para quem amou o original, se sinta mais atraído ao próximo projeto. Aqui é seguido à risca e não somente somos testemunhas de um filmaço de ação. Mas de uma sequência brutal de cenas de ação que a cada momento, é possível pausar ou aplaudir cada momento. Apesar de ver muitas sequencias que conseguiram explorar e ser melhor que o original como Capitão America 2 e Como Treinar Seu Dragão 2, aqui está uma das melhores sequencias da história do cinema desde Terminator 2.


1 – Boyhood
Aqui é o melhor filme do ano de longe. O mais complicado de falar sobre o filme é quando nós, blogueiros que queremos falar sobre o filme de imediato e o filme não quer que você faça isso. O filme quer que você pare, senta um pouco e reflita desde a primeira cena quando toca Yellow e no final, na estrada tocando ‘Hero’. Só isso já desabilita muitas ideias negativas. Ao final, Linklater faz algo que deve respeito impar ao seu trabalho: ele cresceu junto ao espectador. Ao final, não se vê apenas os personagens ... mas sim, nós mesmos.



Que o ano que vem seja melhor realmente para todos. 

Comentários

  1. Concordo plenamente! Não vejo a hora de 2014 acabar, foi um ano difícil tanto na questão pessoal, quanto na cinematográfica.

    Só espero que 2015 seja um ano beeem melhor! All the best, friendo! :)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas