O Homem que Mudou o Jogo (Moneyball)

Assistir Moneyball nos lembra a experiencia quase recente de A Rede Social de David Fincher. Apesar de terem o mesmo roteirista, Aaron Sorkin, o filme de Bennett Miller foca de uma maneira em um personagem que teve uma peça fundamental no esporte mais popular americano: O baseball. A história se baseada em fatos reais fala de um gerente de um clube de baseball que está em uma crise de montar um time e contrata um contador que implementa a tecnica “O Jogo da Fortuna” para ter sucesso.

Brad Pitt interpreta o gerente Billy Beane e assim demonstrando o por que vive em uma fase de ascenção. Um personagem que passa longe dos maniqueismos e assim como na outra obra adaptada por Sorkin, transforma um personagem com trejeitos simples em um estudo complexo sobre aqueles que trabalham dentro do esporte. Não duvido muito uma indicação para o ator no Oscar desse ano já que é o que menos utiliza de tecnicas de overacting, mas sim esbanjando naturalidade.

Uma das maiores surpresas por parte de atuação sem duvida fica na parte de Jonah Hill. Que despontou em comédias como Superbad e O Queridinho da Vovó surpreende com uma naturalidade curiosa de um personagem que cresce durante o filme. Não necessitou assim como Pitt de trejeitos. Só pela sua naturalidade que soube durante a trama, descobrimos que estamos diante de um ator que com um profissional competente, é possível extrair elogios.

Assim como muitos filmes dramáticos, nesse ponto, a direção de Bennett Miller foca mais no tradicionalismo em como contar a história com uns lapsos curiosos com um flashback para entender mais (ou pelo menos buscar uma compreensão das atitudes) o personagem de Beane. Mas o mais importante, lembrando muito a direção de Fincher para A Rede Social, a direção de Miller se sobressai nos momentos simples, nos quais existe o contato entre os personagens e o público.

Moneyball – O Jogo da Fortuna ou O Homem Que Mudou o Jogo no Brasil seja daqueles tipos de filme que se assiste e não se conquista por grandiosas atuações ou tão pouco atos que vão revolucionar a história do cinema. É aquele tipo de filme que encontrou um diretor honesto, uma história honesta e transforma em realidade aquela naturalidade que no final da sessão, é dificil não esboçar ao emoção para cada personagem chave.

Ficha Técnica
O Homem que Mudou o Jogo (Moneyball)
Diretor: Bennett Miller
Elenco: Brad Pitt, Jonah Hill, Philip Seymour Hoffman, Robin Wright
Gênero: Drama
Cotação - 100% *****

Comentários

  1. Gostei bastante desse filme. Especialmente nos pontos levantados por sua crítica. Sem dúvida, Pitt e Hill sobressaem-se em suas atuações. Incrível!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é uma grande verdade. Obrigado por considerar esses pontos.

      Excluir
  2. Ainda estou curioso pra saber a receptividade do brasileiro em relação a esse filme tão particular do esporte americano, que não é popular por aqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seria muito bom para que times brasileiros de futebol assistem para compreender como podem fazer a diferença com o talento com o dinheiro ... necessita-se muito disso.

      Excluir
  3. A cena do home run me arrepiou, cara... Belo filme!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Após essa cena é que vem mais um momento épico. Realmente, um filme que conquista por ser simples. Que foda não?

      Excluir
  4. Filme incrível! Talvez meu favorito na corrida pelo Oscar. Pena que aqui está recebendo algumas duras críticas dos blogueiros. Ainda bem que você não está entre eles, rsrs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Champs, a resposta é simples: não abusa da overacting, não tem uma direção que manipula e faz o espectador de trouxa, tem atuações simples porém convincentes e mágicas. Talvez o efeito cinema e envolvimento entre os personagens e nós espectadores é que fazem a diferença. Valeu pelos comentários champs.

      Excluir
  5. Tendo seu aval, João, deve ser um filme imperdível! :)

    ResponderExcluir
  6. Pitt sempre foi um ator bom e que cada vez mais vai amadurecendo, notável isso. Quando ele será reconhecido do lado de lá? Somente o público nota sua qualidade de ator, não é por acaso que seus filmes são rentáveis e bem vistos.

    Todos falam de Jonah Hill e só tem recebido elogios. Vou querer conferir, embora o assunto em si não me atraia. Peguei trauma depois de assistir 'Um Domingo Qualquer' de Oliver Stone.

    Abs.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas