O Ursinho Pooh

A nova aventura de O Ursinho Pooh nos cinemas poderia ter sido não só apenas um frescor maravilhoso da Disney em retornar ao 2D com pouca ou quase nenhuma interferência computadorizada ser parcialmente o melhor desenho lançado em 2011 em um ano altamente competitivo. Mas infelizmente o desenho carrega algo que dá uma enorme pena para não classificar como o melhor do ano.

A história da animação traz com um frescor interessante. Tudo que já vimos nos desenhos clássicos baseados nos personagens de A.A. Milne e E.H. Shepard está no sangue do desenho. O que torna curioso é o papel do narrador (John Cleese) e de como ele envolve os personagens as palavras do conto. Pode parecer um recurso simples, mas é de pura satisfação em cena.

O único defeito grave dessa animação fica em sua duração. O filme em si mal consegue ter uma hora de duração fazendo questionar se realmente o projeto pode ser considerado um longa metragem ou não. Um projeto como esse merecia um pouco mais de duração, mas baseado na história, consegue ser algo sem rodeios, sem complicações e eficiente.

Com a voz da doce Zooey Deschanel na trilha e cantando uma das melhores canções do ano, O Ursinho Pooh é um desenho que sabe que não traz nada de novo para um universo das animações que cada vez mais consegue enganar o público em confundir com a realidade ou não. É um desenho que mostra em seus traços, em seus personagens, em sua sensibilidade que é possível fazer uma animação de coração aberto e ser correspondido com o carinho do seu publico inocente e tão doce quanto um pote de mel.

Ficha Técnica
O Ursinho Pooh (Winnie The Pooh)
Diretores: Stephen J. Anderson e Don Hall
Com as vozes de: John Cleese, Jim Cummings, Tom Kenny, Bud Luckley, Jack Boutler, Travis Oates, Kristen Anderson-Lopez, Wyatt Dean Hall e Craig Ferguson.
Gênero: Infantil/Animação
Cotação: 85% - ****

Comentários

  1. Sério? =O
    eu não dava um puto furado por "O Ursinho Pooh" e até achei estranho porque estreou sem fazer nenhum alarde, com bastante discrição... ms e pra quem não gosta do desenho, vai se impreesionar?

    abs!

    ResponderExcluir
  2. Eu nunca gostei do desenho original ... mas o filme me surpreendeu ...

    true story ...

    ResponderExcluir
  3. Um encanto. O retorno da Disney às suas origens: nos traços, na história, na trilha, na ingenuidade. Quanto à duração, nem me preocupo: DUMBO tem apenas um minuto a mais (64) e nem por isso é menos obra-prima. Quero POOH no Oscar!

    ResponderExcluir
  4. amei o filme. com certeza um classico pra preteleira

    ResponderExcluir
  5. Cara, eu acredito em você. Quero muito ver esse desenho.

    Abs!

    ResponderExcluir
  6. Confesso aqui que sempre gostei do Ursinho Pooh, rsrsrs. E as criticas que li até agora - incluindo a sua - foram poucas, mas bem favoráveis a produção. E as canções do She & Him para o filme são muito simples e gostosas de ouvir. A conferir.

    Beijos! ;)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas