Submarine


O cinema muitas vezes chega ao ponto em que a inovação cansa. Não é que não goste de vivenciar algo novo no cinema, muito pelo contrário, o cinéfilo hoje sempre necessita de uma renovação, mas quando encontramos algo que não sentimos algo dos produtores ao publico, isso vem a falhar. Submarine, dramédia britânica produzida por Ben Stiller é um exemplo perfeito que se tens uma formula conhecida, mas se exerces de coração, podes fazer a diferença.

A história do filme se passa nos meados dos anos 80 no qual o jovem Oliver Tate (Craig Roberts) vive sua rotina peculiar no qual sempre questionando seu papel no meio aonde vive. Mora com os pais Lloyd (Noah Wyle, A Fantástica Fábrica de Chocolate) e Jill Tate (Sally Hawkins, Simplesmente Feliz) que estão vivendo um momento peculiar, porém agradável aos olhos do rapaz.

Agora ele viverá duas situações diferentes, uma envolve em tentar namorar a misteriosa Jordana Bevan (Yasmin Tate) e tentar que ela seja sua primeira vez e salvar o casamento dos seus pais de Graham Purvis (Paddy Considine, Terra de Sonhos), um guru bizarro que foi um amor do passado de sua mãe. Essas mesmas situações serão as que vão modelar e transformar a vida de Oliver.

A novela de Joe Durthorne é retratada com uma sensibilidade sem igual pelo diretor Richard Ayoade. O filme inala a transformação da adolescência e toca em temas joviais que se difere com uma linguagem cinematográfica que dá privilégio aos indies. Ou seja, o filme carrega aqueles estilos de videoclipes de bandas britânicas e ainda com uma trilha de Alex Turner do Arctic Monkeys, tudo se torna extremamente gosto, para os fãs.

O elenco brilha nesse filme. O casal Craig Roberts e Yasmin Tate entra como o casal do ano. Um casal que não enaltece um romantismo ilusório como determinados casais americanos. As juras de sentimento não são feitas por palavras, mas nos gestos doces dos dois protagonistas emaranhados nas canções de Turner que se tornam mais um capitulo dos românticos cults. Também o “triangulo” amoroso dos adultos é retratado de uma maneira interessante e longe dos clichês. Sally Hawkins, Noah Wyle e Paddy Considine fazem a diferença.

Submarine é um projeto maravilhoso que saiu esse ano. Pode se dizer que é o romance Cult do ano ao lado de Blue Valentine, mas diferente do filme de Michelle Williams, Submarine não só foca o romance, mas a busca do amadurecimento sem cair em piegas. Talvez, em um futuro próximo, o novo xodó dos cinéfilos indies por trazer elementos que eles tanto amam. Mas para os dias de hoje, é um filme que transmite o porquê é tão especial ser verdadeiro no cinema. E esse filme é em sua pura essência.

Ficha Técnica
Submarine
Diretor: Richard Ayoade
Elenco: Craig Roberts, Yasmin Tate, Noah Wyle, Paddy Considine e Sally Hawkins como Jill Tate.
Gênero: Drama/Comédia/Romance
Cotação: 100% - *****

Comentários

  1. Nossa, não conhecia esse filme! Parece ser tão interessante!! Espero que chegue no Brasil!!

    ResponderExcluir
  2. Thomas Vinterberg, né, meu caro? Convenhamos... quase tudo o q esse cara toca, vira ouro. Ou melhor: tesouro. Tesouro escondido, porque vá ser tão subestimado assim lá longe; infelizmente, o diretor vive meio q à sombra de seu conterrâneo e repartidor de ideias e ideologias (tortas, mas ok) von Trier - e aqui, nao desmereço o simpatizante do Nazismo, i'm just saying... -

    Enfim, esse filme tá na fila. Vi pra down em boa qualidade. Vou ver o quanto antes. Sally Hawkins e Paddy Considine no elenco é um belo atrativo, não? Mas fiquei curioso mesmo pelas crianças...


    abraço!

    ResponderExcluir
  3. Nada ... esse filme não tem nada que ver com essa turminha do Dogma 95 (sinceramente, cago e ando para esse movimento) ...

    É algo bem melhor ... bem mais delicioso.

    ResponderExcluir
  4. Caramba!!! Esse tá anotado aqui pra ontem agora!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas