É o amor - Especial Cine JP de Dia dos Namorados

O amor está no ar. Domingo será o dia especial para todos os apaixonados. O dia que celebramos esse dia tão importante. E quando nos lembramos de alguns filmes, lembramos daqueles filmes clássicos nos quais todos sabem que iremos ter aquele suspiro e acreditar no sentimento mágico que é o amor. Dedico esse post falando de alguns filmes românticos ou com uma veia romântica diferenciada. E quem conhece o blog, sem duvida será testemunha de filmes diferentes do gênero. Vamos começar a falar.


Adventureland – Filme do Greg Mottola falando sobre as experiências juvenis em um parque ultra-decadente. Mas também é um filme sobre um romance maravilhoso entre um jovem com muitas aspirações a uma moça rebelde porém encantadora. Filme que nos revela o poder de Jesse Einsemberg e Kristen Stewart longe do estigma do ridículo Crepúsculo. Um filme imperdível.


A Fonte da Vida – Darren Aronofsky criou um épico único. Um épico romântico de 3 histórias que se intercalam entre si. Atuações únicas de Hugh Jackman e Rachel Weisz que nos entregam momentos sem igual. Uma reflexão sem igual sobre um sentimento tão puro quanto o amor. “Eu serei a sua Eva” ecoará na cabeça de muitos.


Solaris – A resposta soviética a 2001 tem um belo plot no qual fala de um homem que volta a ter uma oportunidade de reviver seu amor a sua amada morta através do poder desconhecido de um planeta. Enquanto o original mistura com uma eficácia a temática filosófica com a romântica, o remake ficou com a veia mais romântica. Mas pelo menos é uma fita a ser conferida.


O Mesmo Amor, A Mesma Chuva – Muito antes de Campanella nos fazer emocionar com Ricardo Darin e Soledad Villamil em O Segredo dos Seus Olhos, o primeiro filme do diretor conta a história de amor de um casal portenho durante várias épocas importantes da história argentina. Do seu começo até o seu final, o suspiro por não só apenas ter visto uma bela história romântica, mas também o ponta-pé do cinema argentino que conhecemos hoje.

Sangue de Pantera – Apesar de ser um filme de terror antigo falando sobre uma mulher que se torna pantera, em realidade, o filme assim como os filmes de terror de antigamente que tocam em temas distintos e no caso desse filme o medo do amor e ao mesmo tempo a reflexão do poder feminino. É um belo filme para ser ver também no dia dos namorados.

Claro que deixando como uma homenagem a um dos filmes que todos os românticos contemporâneos adoram. Feliz dia dos namorados a todos.

Comentários

  1. Acho que (500) Dias com Ela seria uma opção mais recomendável pra esse dia. Mas Férias Frustradas é uma boa também.

    http://cinelupinha.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Meu favorito é o casal de "Fonte da Vida". Muito bacana, você ter lembrado deles :D

    ResponderExcluir
  3. Terminar com o vídeo da Julie Delpy cantando "A Waltz for a Night" foi um fechamento perfeito para esse post! :)

    Particularmente, dos filmes citados, adoro "Adventureland" e "A Fonte da Vida", que é um belíssimo filme de amor. Um dos excelentes longas do Aronofsky!

    Entretanto, meu romance favorito continuará sempre sendo "A Princesa e o Plebeu". :)

    ResponderExcluir
  4. PÔ! "Sangue de Pantera"! Bela lembrança! Adoro esse filme, que é bem melhor que "A Marca da Pantera".

    Abs!

    ResponderExcluir
  5. Utilidade Pública!

    Tinha esquecido desse Adventureland, já com ele agora!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas