Sin Retorno (Sem Retorno)

Um dos maiores charmes do triller argentino Sem Retorno, estrelado por Leonardo Sbaraglia e um grande elenco, é sem duvida de como é desenvolvido sua trama. Uma noite qualquer, três vidas se cruzam em um grave acidente. E a conseqüência desse acidente transforma o universo desses personagens em um caminho que não tem um retorno como o esperado.

O filme foi um dos pré-selecionados para representar a Argentina no Oscar passado e foi um dos poucos da longa lista de filmes indicados a terem votos, não foram muitos, porém baseado na concorrência que foi no ano passado, cada voto representou uma vitória para o filme em si por saber do seu potencial que pode ser divulgado fora dos limites do cinema argentino.

O roteiro do filme segue a risca a escola de degradação moral por atos irremediáveis, e com isso consegue focalizar as atuações de cada peça fundamental do filme e por sorte, Leonardo Sbaraglia e Martin Slipak são donos de interpretações fortes e tensas que conseguem transmitir para o espectador o sufocamento moralístico da trama. Outro ponto importante é o teor neutro da trama, ou seja, a linguagem do roteiro tem como diretriz todo tipo de espectador e não focar o bairrismo por sua nacionalidade.

Sem Retorno é um exemplo correto de como fazer um filme de suspense aonde a verdadeira tensão não está em seqüências de suspense, mas sim de como as conseqüências dos fatos conseguem perturbar tanto o personagem quanto o espectador e deixar sufocado para o que vai acontecer no final. Mais um ótimo exemplo dos nossos vizinhos que cada dia nos revela que tudo que acreditamos em coisas que não crescem no cinema brasileiro é uma falácia. Se quiserem cinema de qualidade, então cobrem qualidade dos mesmos.

Ficha Técnica
Sem Retorno (Sin Retorno)
Diretor: Miguel Cohan
Elenco: Leonardo Sbaraglia, Martin Splipak, Bárbara Goenaga, Ana Celentano, Luis Machín, Agustín Vázquez e Federico Luppi.
Gênero: Drama/Suspense
Cotação: 80% - ****

Comentários

Postagens mais visitadas