Oscar 2011 - Nada mudou e nada mudará ...

O Oscar 2011 inicialmente será aquele tipo de premiação que começou como deveria ter começado há muitos anos, ágil e se propondo a reconhecer obras por seu potencial. Porém em sua reta final começa um festival de água fria para muitos e ao final, as tendências conservadoras ganharam o tom final e mais uma vez, a sensação de que existiam filmes mais rebuscados foram jogados para o escanteio. Afinal, o Oscar foi justo para quem?

Talvez os momentos mais ternos ficam por conta da entrada divertidíssima passando por alguns filmes indicados ao Oscar; a participação improvisada e divertida de Kirk Dougulas; as lembranças de grandes vencedores do Oscar e de sua importância histórica; e por ultimo a consagração de atores que não precisavam provar mais nada e que conquistou o ultimo premio que faltava, o careca dourado.

Mas em vários momentos prevaleceu o óbvio. Em quase todas as premiações da noite não existiu em nenhum momento o fator surpresa. Talvez (no meu caso) a vitória da trilha sonora de A Rede Social, tenha sido o momento mais alto dos premiados. E o fato mais dissonante é que alguns como muitos tentavam acreditar na vitória de muitos de seus filmes que marcaram de uma maneira especial o ano que passou e como muitos, o misto de frustração – alegria – cólera estão ainda pulsando na mente.

O conservadorismo ganhou. Em nenhum momento podemos negar que o filme vencedor ansiava os desejos dos votantes. Não vimos nada de novo entre os vencedores. Porém há coisas para se admirar como a volta de Nicole Kidman em uma atuação de impacto; James Franco e Jesse Eisemberg fazendo a diferença e calando a boca de seus críticos mostrando amadurecimento em suas carreiras; Novos talentos como Hailee Steinfield e Jennifer Lawrence; e a consagração definitiva de Natalie Portman.

Talvez o que podemos levar no final de tudo é que nada mudou e nada mudará. Sempre existirá tudo isso que aconteceu esse ano. Iremos ver a consagração de poucos e a revolta de muitos. Iremos rever momentos sinceros de discursos e aqueles pré-fabricados. Mas acima de tudo, iremos lembrar que existem filmes que ganharam vários prêmios, mas outros ganharam a eternidade e qualquer coisa está ai para provar. O sonho do senso comum pode sair vitorioso na próxima edição... Ou não. Agora é comentar e pensar. Por que o choro... Só valeu até o momento que as cortinas se fecham e o show acaba.

Comentários

  1. No Oscar 2011, a gente não pode reclamar da vitória de “O Discurso do Rei”, porque a gente já sabia que isso iria acontecer, mas podemos reclamar do triunfo de Tom Hooper e a apresentação do James Franco (Anne Hathaway fez o que podia)! E podemos comemorar, por outro lado, as vitórias de Natalie Portman e de “A Origem”, que foram merecidíssimas!

    ResponderExcluir
  2. Muito mofado, estático e longo esse show.

    ResponderExcluir
  3. Concordo com pouca coisa. Nos últimos anos o Oscar se tornou bastante previsível por termos toda essa conversa na internet e outras 500 premiações que apontam o favorito. Ano passado ganhou 'Guerra ao Terror' que não faz o estilo da Academia. 'Avatar' ou 'Bastardos Inglórios' seriam os filmes que normalmente saíriam vencedores. 'Slumdog Millionaire' também não é o tipo de filme que a Academia costuma premiar. Naquele ano tínhamos 'O Leitor', 'Benjamin Button', 'Frost/Nixon' e 'Milk'. Em 2008 'Onde os Fracos Não têm Vez' venceu em cima de filmes como 'Desejo e Reparação' e 'Sangue Negro'. Em 2007 o policial 'Os Infiltrados' venceu 'Babel', 'Cartas de Iwo Jima' e 'A Rainha'. A 'corrida' deste ano foi emocionante! De início tínhamos um filmes como favorito e de repente a história mudou e 'O Discurso do Rei' veio com tudo. Fico feliz com a vitória do filme! 'A Rede Social' é um grande filme, mas o acho extremamente superestimado'. Particularmente meu voto seria em 'Toy Story 3' ou 'Cisne Negro', mas gostei do resultado final.

    http://filme-do-dia.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas