Alguns Motivos Para Não Se Apaixonar


A jovem Clara (Celeste Cid) é aquele tipo de mulher que não consegue ter muita sorte em seus relacionamentos. E em uma dessas encontra atual namorado com sua melhor amiga e que repartia o apartamento. Após essa decepção, ela sem querer cruza com a vida de Teo (Jorge Marrale), um homem de meia idade e um pouco recluso da sociedade, que aluga um quarto do seu apartamento por pena da moça. E mesmo todas as regras possíveis, irão aparecer aos dois um sentimento em comum.

Alguns Motivos Para Não Se Apaixonar é mais um exemplar de comédia romântica argentina que chegou aos cinemas brasileiros esse ano e daqui a algumas semanas chegará ao dvd. A história do filme é daquelas que já foram contadas várias vezes em qualquer filme romântico, porém existe um charme especial nesse por causa da força dos dois protagonistas Celeste Cid e Jorge Marrale. Por outro lado, mesmo com a curta duração, o filme carrega dentro de si um ritmo extremamente irregular que o espectador tenta assistir até o fim para ver o que acontecerá com os dois protagonistas.

Para quem gosta de um filme romântico, pode até ser uma boa pedida para passar o tempo e só. Alguns Motivos Para Não Se Apaixonar se torna um exemplar curioso que se fosse filmado em outro país poderia ter sido melhor, afinal, a base de sua história consegue ser contada por qualquer um sabendo como fazer. Ajuda passar o tempo, mas em nenhum momento vai conseguir ser memorável após o seu termino.



Ficha Técnica
Alguns Motivos Para Não se Apaixonar (Motivos Para No Enamorarse)
Diretor: Mariano Mucci
Elenco: Jorge Marrale e Celeste Cid
Gênero: Romance/Comédia/Drama
Cotação: 45% - **

Comentários

  1. Vendo esta primeira foto me lembrei de Amélie Poulain, hehe. É, um filme que não tenho a mínima vontade de conferir.
    Abs.

    ResponderExcluir
  2. Ok, vejo só se não tiver opção mesmo (o que sempre tem).

    ResponderExcluir
  3. Deve ser para alguma "Sessão da Tarde" da vida, talvez assistiria nesse caso. rsrs. ;)

    ResponderExcluir
  4. Parece um filme do Daniel Filho em castelhano. Mas eu, ao contrário da maioria, quero ver.

    ResponderExcluir
  5. Johnny, eu realmente não consegui ultrapassar a barreira da comédia romântica clichê e bobinha. E acho que o filme é repleto de tropeços no roteiro a fim de causar graça, fazendo com que seus personagens se mostrem um tanto emburrecidos. iro n'água.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas