Corrida ao Oscar 2010 - O Mensageiro e The Hurt Locker

O Mensageiro – Drama independente que mostra a difícil tarefa dos soldados que portam as más noticias de falecimento para as famílias. Estrelado por Bem Foster, Woody Harrelson, Samantha Morton e Jena Malone. Escrito e dirigido por Oren Moverman, o filme tem duas indicações ao Oscar (Ator Coadjuvante e Roteiro Original). Dos filmes que falam sobre as conseqüências da guerra na vida de muitos, O Mensageiro consegue ser um dos mais sinceros e emocionantes mesmo com uma direção até que padrão e sem ousadia. As indicações como Melhor Roteiro Original e Melhor Ator Coadjuvante são merecidas já que tanto Harrelson e esse roteiro fazem por merecer. É bom ficar de olho já que o roteiro ganhou o Urso de Prata no Festival de Berlin do ano passado como Melhor Roteiro. É bom ficar de olho.

The Hurt Locker – A guerra é uma droga. E para suprir esse vicio, tranca a emoção e que a adrenalina se transforma combustível de sua vida. Parece que essas palavras são seguidas a risca pelo Sargento Will James (Jeremy Renner, indicado ao Oscar de Melhor Ator) no Iraque fazendo o trabalho ingrato de desarmar bombas. O filme, junto com Avatar, é o que tem mais indicações ao Oscar desse ano, nove ao total. Sendo que os únicos que merecem um grande destaque são com certeza de Melhor Direção para Kathryn Bigelow no qual sabe conduzir impecavelmente o elemento da tensão as alturas e os prêmios técnicos.

Os dois filmes apesar das semelhanças em desenvolver o desequilíbrio emocional em soldados em decorrentes a guerra do Iraque, O Mensageiro consegue ser mais interessante por trabalhar o lado humano de uma maneira mais intensa enquanto The Hurt Locker tem o fator tensão ao seu lado, mas pouca relação dramática entre os personagens e o publico que assiste, assim vendo por muitas vezes um filme forte na parte técnica, porém precário em emoção.

São dois grandes filmes, sem duvidas, no qual tem o fundamental em si em demonstrar em suas maneiras o como a guerra destrói não só apenas a si mesmo, mas também a todos que estão ao seu lado. Dois filmes que valem a pena em conferir, mesmo sabendo que The Hurt Locker é extremamente valorizado e que é um filme menor dos que foram indicados.

Fichas Tecnicas

The Hurt Locker
Direção: Kathryn Bigelow
Elenco: Jeremy Renner, Anthony Mackie, Brian Geraghty, Christian Camargo, Evangeline Lilly, Guy Pearce, David Morse e Ralph Fiennes
Gênero: Drama/Ação
Cotação: 80%
Indicações ao Oscar - Melhor Filme, Melhor Diretora (Kathryn Bigelow), Melhor Ator (Jeremy Renner), Melhor Roteiro Original, Melhor Fotografia, Melhor Som, Melhor Efeitos Sonoros, Melhor Montagem e Melhor Trilha Sonora







O Mensageiro (The Messenger)
Direção: Oren Moverman
Elenco: Ben Foster, Samantha Morton, Woody Harrelson, Jena Malone e Steve Buscemi
Gênero: Drama
Cotação: 85%
Indicações - Melhor Roteiro Original e Melhor Ator Coadjuvante (Woody Harrelson)

Comentários

  1. Ainda não vi O MENSAGEIRO. Só aquele com o Kevin Costner hehe, mas adoro THE HURT LOCKER, um novo olhar para os filmes de guerra.

    Abs!

    ResponderExcluir
  2. Numa comparação direta entre os dois, gosto bem mais de "Guerra ao Terror", mas "O Mensageiro" também é um ótimo drama.

    ResponderExcluir
  3. Na verdade, esperava um pouco mais de "The Messenger", filme que acabou ficando pouco tempo na minha memória recente. Já "The Hurt Locker" possui maiores vantagens enquanto filme, mas sem dúvida a parceria de Bigelow, Ackroyd e Renner é o elemento que faz de Guerra ao Terror um filme tão celebrado!

    ResponderExcluir
  4. Eu tenho opiniões muito parecidas. Acho "Guerra ao Terror" um filme muito bom, mas supervalorizado. Enquanto "O Mensageiro" é um belo trabalho dramático, talvez até mesmo superior ao filme de Bigelow. Dou notas idênticas, porém: 80%.

    ResponderExcluir
  5. Estou curiosa pelos dois, apesar que parece que irei me simpatizar mais por "O Mensageiro", acho que por causa da carga dramática.

    Beijos! ;)

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. bem legal essa relação que você fez sobre os dois filmes, Alex. Só acho que O Mensageiro cai um pouco em determinados momentos, mas mesmo assim possui uma reflexão muito propícia sobre as consequências humanas da guerra, sem parecer forçado. Ben Foster e Woody Harrelson estão ótimos, mas ninguém é melhor do que Samantha Morton, impecável, numa personagem difícil. Para mim, é uma das grandes atuações do ano.

    Já sobre Guerra ao Terror, acho um filmão, com um clima de tensão fortíssimo, muito bem criado pela direção minimalista da Bigelow. E fiquei feliz pela vitória dela na direção, não porque era uma mulher vencendo, mas porque o trabalho dela é muito bom mesmo. Só não melhor que o do Tarantino, mas vá lá.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas