O Ultimo Texto do Ano: O Estranho Mundo de Jack em 3D



O ultimo texto do ano pode ser aquela famosa lista de fim de ano e tal. Mas planejei isso para meados de janeiro. O ultimo texto do ano poderia ser sobre alguns filmes conferidos como Superman II – A versão de Richard Donner e fazer um link com a versão estendida e completa de Watchmen sendo que isso só também em janeiro agora. Então o que será esse ultimo texto do ano? É bem simples é de falar um filme antigo, porém não qualquer filme e com certeza a experiência que tive nesse filme com certeza será um dos momentos mágicos que só o cinema pode propor.

Com a popularização, o clássico do cinema de animação e principalmente que marcou a infância de muitos cinéfilos conhecidos do meio ganhou uma nova versão com tecnologia 3D. O Estranho Mundo de Jack, dirigido por Henry Sellick e com a história de Tim Burton. O conceito desse desenho é simples. Em um mundo mágico onde habitam as principais figuras dos feriados populares, o líder do mundo do Halloween, Jack, está entediado por falta de novidades em seu dia e descobre sem querer o mundo encantado do natal e enfeitiçado tenta fazer o natal ao modo dele.

O interessante é que muitos ainda lembram com o carinho o poder desse filme. Acredito que muitos ainda sabem decorado de cor e salteado as canções do filme dubladas, as falas, a magia do VHS e outros mais. E a cada ano que se passa o desenho não perde força e ganha muito mais adeptos do que se imagina. E nos últimos anos, com a popularização do maquinário 3D no cinema, não seria muito difícil ter um relançamento do filme utilizando essa tecnologia.

Considero um dos melhores desenhos já feitos da história do cinema. Uma obra marcante que mesmo com sinais do tempo escancarados em meu rosto consegue emocionar como foi da primeira vez. Porém a versão 3D é algo assim, sem palavras. Cuidado com maior carinho pela Pixar, o efeito tridimensional apenas não só apenas deixou o desenho mais lindo, mas como também mais vivo, mais colorido. Por muitas vezes, o espectador volta a ser criança e volta se encantar com a magia. O espetáculo se torna grandioso, como se a cada dia, aparece coisas pequenas, porém singelas que mostram para nós, que ainda o cinema tem a capacidade de nos encantar mesmo com todos os problemas que apareceram nos dias de hoje como a falta de humanidade em alguns filmes e principalmente a tentativa de criar sentimentos e emoções transformando o espectador em um refém de sentimentos capengas e forçados.

Não vou mentir para vocês, já que essa foi uma das melhores sessões de cinema que já tive em minha vida. Por muitas vezes temos sorte de conferir novos clássicos ou cults do cinema atual no cinema. Porém nada consegue ser tão especial, tão revigorante, tão emocionante em rever um filme que representa a pureza da infância. Um filme que fez que os seus 80 minutos sejam o resgate de anos maravilhosos nos quais éramos testemunhas de desenhos mágicos e a alegria de conferir um cinema pipoca que fazia valer a pena. Só faltou ter aquela dublagem da fita porém isso não vai tirar que foi um prazer tão incrível em ver nos cinemas.

E que esse ano que entre seja assim, que nos relembre o quanto é maravilhoso ir ao cinema. Encontrar filmes que conseguem ter a capacidade de levar nós, espectadores insaciáveis pela sétima arte, ao mais profundo prazer em sentar em uma cadeira de cinema e ver o espetáculo em ação. Acredito que não vou escrever mais até o dia 31 (se acontecer é pra escrever Avatar que sairá provavelmente no dia 1 de Janeiro). O que deixo aqui é uma mensagem de esperança que por muitas vezes criamos bases para os nossos corações, nossas mentes e principalmente nossas almas para viver um mundo muito maior do que imaginamos. Acreditamos que por muitas vezes somos o Jack, que encantamos com as coisas novas porém o que importa é acreditar que somos capazes do impossível e fazer ele se tornar verdade. Feliz 2010 para todos os blogueiros e tentarei ser mais... Pontual... Abraços a todos!

Comentários

  1. Eu nunca vi esse filme, então acho que esta é uma boa oportunidade para conferí-lo. Resta torcer pra que essa versão em 3D chegue por aqui!

    ResponderExcluir
  2. Ei John, boas festas pra ti meu velho. Aproveita!

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem? Gostei muito do seu blog, aceita fazer uma troca de links? Abraço e um ótimo 2010 de muitas realizações e sucesso. Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Penso que a sessão deve ter sido uma maravilha mesmo, mas nunca consegui ver esse filme. Que 2010 seja um belo ano de filmes para todos nós! :-)

    ResponderExcluir
  5. Certamente um dos meus preferidos, gostaria de ter a oportunidade de vê-lo em 3D...

    ResponderExcluir
  6. Faço minhas as palavras da Kamila.

    Feliz 2010!

    ResponderExcluir
  7. Caro Cine JP,

    Os Óscares de Marketing Cinematográfico, iniciativa que pretende nomear o melhor que se fez em publicidade de Cinema no ano de 2009, estão de regresso ao Keyzer Soze’s Place.

    Assim, convido o autor deste blog a expressar a sua opinião em http://sozekeyser.blogspot.com/2010/01/oscares-de-marketing-cinematografico-2.html.

    Desde já, apresento o meu profundo agradecimento na sua disponibilidade para participar nesta iniciativa.

    Cumprimentos cinéfilos!

    ResponderExcluir
  8. Deve ser uma experiência e tanto colega!

    Feliz 2010!

    ResponderExcluir
  9. Esse é um daqueles filmes que eu rpeciso revê, pois quando assitir era 'criança' e minha impressão não foi muito boa, mas sei que todos o elogiam muito. E essa talvez seja minha grande chance.

    ResponderExcluir
  10. Muito nostálgico esse seu post com este belo filme. No mais, um ótimo 2010 e grandes filmes neste ano ...

    ResponderExcluir
  11. Um show de visual. Preciso revê-lo.

    Beijos! ;)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas