Sim Senhor

Para muitos filmes, a chave para conquistar o seu publico não está somente em criar momentos especiais ou hilários, ou momentos tristes. A chave para essa conquista está atrelada a mensagem passada por ele, ou em palavras grosseiras e simples, a (in) (a) moralidade. Posso citar um exemplo recente de um filme que se apóia nessa base e pode se dizer que se deu bem, mas com muitos pontos que poderiam ter feito a película ser melhor.

Sim Senhor, novo filme de Jim Carrey se encaixa nesse paradigma de moralidade. O filme conta a história de Carl Allen, um banqueiro frustrado com a vida que ganhou uma nova oportunidade aceitando uma filosofia de auto-ajuda que apenas se baseia em dizer sim para tudo e todos. E nessa nova empreitada, rumos inesperados surgem, principalmente quando ele encontra Allison, uma moça ideal.

No filme, vimos por que Jim Carrey é um ator extremamente versátil, já que tanto no drama e na comédia, ele consegue criar personagens interessantes e nesse filme não é diferente. Carl Allen pode ser contido porém consegue ser genial em momentos chaves da trama, essencialmente na parte dramática. Também se vê uma atuação correta de Zooey Deschanel, atriz na qual é perceptível que ela é bem melhor fazendo filme de comedia do que nos dramas, afinal, dando o papel certo a ela, tudo beleza.

O maior problema não está na moralidade, mas sim de como ela é transmitida. O roteiro de Nicolas Stoller é bem construído no inicio e durante a conversão de Allen ao positivismo porém o ritmo perde o rumo e nos momentos finais, se torna uma construção de alicerces para o moralismo explicito da trama, não que seja ruim, mas do modo que foi construído, parece uma tentativa frustrada de emocionar o publico.

Apesar de ser muito menos mirabolante do que O Mentiroso e Todo Poderoso, Sim Senhor soa mais como uma oportunidade de ver um mestre da comédia em ação do que o projeto em si. Um roteiro batido, uma direção preguiçosa e atuações mais do mesmo. Sim, é um filme que pode frustrar um pouco. Mas em nenhum momento pode se dizer que é um filme fraco, apenas mais um filme que aparece nas nossas vidas em um domingo vazio quando não se tem nada para fazer, mas se aparecer alguém para convidar para fazer uma outra coisa ... é só dizer sim.

Ficha Tecnica
Sim Senhor (Yes Man)
Diretor: Peyton Reed
Elenco: Jim Carrey, Zooey Deschanel, Bradley Cooper, John Micheal Higgins, Fionnula Flanagan, Molly Sims e Terrence Stamp
Gênero: Comédia/Romance
Cotação: 65% - Filme Assistivel

Comentários

  1. Eu só fui assistir porque minha irmã me chamou e acabei me surpreendendo. O filme não é tão bobo como parecia ser e conseguiu me divertir. A química de Zooey Deschanel com Carrey é bastante visível. E por falar na Deschanel, ela tá uma graça no filme, diferentemente da bomba chamada "Fim dos Tempos", onde parecia uma zumbi.

    ResponderExcluir
  2. Tambem tenho um blog sobre cinema, embora um pouco mais específico pois trata apenas cinema gay. No entanto, estando Portugal no ranking dos 5 primeiros a nivel mundial em cinema gay, aproveito para divulgar aqui a minha selecção, concerteza que alguns serão do vosso agrado.
    www.filmes-gay.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Eu adorei este filme. Muito em parte por causa do Jim Carrey, que é um verdadeiro mestre neste tipo de comédia física. No mais, realmente, é um filme mais do mesmo. Não acrescenta nada de novo.

    ResponderExcluir
  4. Acho que "Sim Senhor" é um daqueles filmes que se salvam especialmente pelo grande carisma de seu protagonista - e aqui o Jim Carrey não decepciona.

    ResponderExcluir
  5. opa
    manero esse filme mas num eh q nem os velhos de jim q eram bem mais engraçados

    intaum tenhu um blog de publicidade e cinema da uma olhada se quize vira seguidor ou parcero...


    http://publicandobr.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. JP, achei "Sim Senhor" um entretenimento bastante descompromissado por causa de seu protagonista, apesar de não apresentar nada novo. ;)

    ResponderExcluir
  7. Achei bem bacana, friendo! Apesar de ser mais do mesmo e não especialmente memorável. Carrey tá bem à vontade, do jeito que gosta!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  8. Ainda não vi. Depois verei, mas sem muitas expectativas, acho que Jim já era na comédia...

    ResponderExcluir
  9. O filme é bem isso. Diverte, o que é sempre bom, e é inofensivo.

    Ciao!

    ResponderExcluir
  10. Acabei perdendo esse filme nos cinemas. Agora só quando puder locá-lo. Não sou dos maiores fãs de Jim Carey, mas para uma comédia despretenciosa parece valer a pena.

    ResponderExcluir
  11. aquilo: quem gosta de Jim Carrey, passa por cima dos defeitos do filme (que são muitos) e tem um ótimo passatempo!
    Abraços, João Paulo!

    ResponderExcluir
  12. Jim Carrey debochou no "Brilho Eterno" e "Vida de Truman", nos demais é somente legal.

    Abraço, hermanito!

    ResponderExcluir
  13. Eu gostei muito. O roteiro não é nada demais. Mas a liberdade interpretativa que Carrey tem neste filme é magnífica. E ele faz a sua parte. Desde Debi & Lóide, este é o melhor filme dele.

    NOTA (0 a 5): 4
    ****

    ResponderExcluir
  14. Zooey Deschanel é UÓ do borogodó! Medo dela!

    Estou para ver esse filme!

    ResponderExcluir
  15. Fala Mr. Strangelove!

    Eu achei legalzinho, dei algumas risadas com a caretas do Jim.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  16. Concordo com você sobre o filme, mas acho que o Jim já perdeu seu toque para comédia, ele está fazendo muito bem papeis em filmes mis sérios.

    Nota 6,5.

    Visite meu blog quado tiver tempo...
    MILHA TURVAAbraços

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas