Los Cronocrímenes

No ano passado começou o buzz para o cinema de horror espanhol. Claro que sempre estamos em busca de novas sensações e principalmente o que é diferente fora do eixo hollywoodiano, mais precisamente no campo do horror onde o ano passado foi um ano para ser apagado, salvo Os Estranhos e Cloverfield. A primeira aventura foi com o horror dramático O Orfanato, no qual a falta de impacto e um roteiro que já dizia o final em seus primeiros instantes desencantaram a grande atuação de Belén Rueda. A segunda que foi mais catastrófica foi no fraco REC, além de um filme que contem um começo que engana e depois a coisa desanda e o que se vê é sustos gratuitos e momentos que tentam assustar mas sem sucesso. Até perguntei para eu mesmo se eu estou sendo muito frio ou o povo está mais sensível.

Então aparece Los Cronocrímenes (Timecrimes) e já coloquei a idéia, se for tão fraco quanto os outros citados, nem olharei mais para alguma coisa do gênero produzido na Espanha. Pois bem, esse suspense independente escrito pelo Nacho Vigalondo tem uma premissa muito simples, porém consegue ser muito além do que o espectador espera. Claro e esperado, o filme ganhará um remake americano que provavelmente irá estrear só em 2011 e ainda conta como roteirista principal, Timothy J. Sexton, o roteirista do filme Filhos da Esperança.

O roteiro de Vigalondo poderia ter caído no marasmo dos filmes de suspense onde só poderia investir na questão gato e rato, mas além de ele não cair no marasmo, ele consegue fazer uma ficção cientifica que foge dos excessos que o gênero proporciona a alguns. Também outro fator de sucesso é a direção cautelosa de Vigalondo, mesmo com todas as limitações de orçamento, ele sabe fazer a diferença e cria momentos tensos e preciosos.

Um suspense eficiente, mesmo não sendo tão original quanto de costume. O grande trunfo dele é ele trilhar na simplicidade em todos os aspectos. Desde locações a atuações. Esperamos que venham projetos desse torpe para enaltecer o cinema espanhol e mesmo com algumas manchas mas consegue ser tão rico e tão incrível. Mais uma vez vejo um filme onde a simplicidade é o ponto chave do sucesso. Recomendado.

Ficha Tecnica
Los Cronocrímenes
Diretor: Nacho Vigalondo
Elenco: Karra Elejalde, Candela Fernández, Bárbara Goenaga e Nacho Vigalondo
Gênero: Suspense/Ficção
Cotação: 85% - Filme Indispensável

Comentários

  1. parece ótimo.
    vou verificar a disponibilidade do filme.
    abraço, JP.
    :)

    ResponderExcluir
  2. Hollywood não aprende mesmo, hein? Depois de sugar dos filmes de terror orientais, agora só quer saber dos espanhóis... Quem serão os próximos??? :-)

    ResponderExcluir
  3. Parece ser muito interessante esse Los Cronocrímenes. Vou procurar assistir depois.
    E procure assistir filmes do Álex de la Iglesia.
    Verá que o cinema espanhol não é tão decepcionante.

    ResponderExcluir
  4. Vou procurar também ... realmente, hoje em dia nem dou mais chances pra filmes de terror!

    ResponderExcluir
  5. Vc comentou comigo, friendo!!! Quero saber mais sobre ele, ok?! Adorei a premissa...

    Abs!

    ResponderExcluir
  6. Rapaz, valeu! Me deixou com vontade de ver... nao conhecia isso nao.

    Abs!

    ResponderExcluir
  7. Não fosse ter dado um pulinho aqui, talvez nunca tivesse ouvido falar desse filme!!! Parece legal, vou conferir! Abraços!

    ResponderExcluir
  8. Já eu gostei muito dos filmes de terror espanhóis lançados recentemente, mas não vejo com bons olhos a idéia de remakes americanos. Nunca ouvi falar nesse "Cronocrímenes", mas quem sabe confira em breve...

    ResponderExcluir
  9. Obrigado por me apresentar a essa obra, que desconhecia completamente. Suspense eficiente não é todo mês que se encontra.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas