Breve Resumo Sobre Solaris

A minha mente está como o comportamento atual do cinema hollywoodiano: sem inspiração. Espero que isso seja apenas passageiro. Para tentar espantar essa fase conflituosa onde qualquer escritor tem. Não irei falar de um filme novo, mas sim de um breve resuminho critico sobre Solaris de Steven Soderbergh.

A realidade dos fatos e a primordial do remake de Solaris é que o filme é bom. O visual futurista caprichado pode se dizer que é o único ponto relevante em comparação ao original. A ótica para Solaris de Soderbergh é muito mais sedutor, como se fosse uma bola de cristal que atrai o homem ao desconhecido, resgatando a essência da ficção cientifica, no qual é a sedução do ser para descobrir o que está além do seus olhos. Os elogios positivos param é por ai; a atuação de Clooney se preocupa mais em imitar o ator do filme anterior do que criar algo próprio e detalhe, o ator original é idêntico ao Clooney. O roteiro escrito pelo proprio diretor lima praticamente a veia filosofica do original dando mais enfase ao romance dos protagonistas e mesmo assim, mal sucedido. Fora a direção arrastada que consegue o impossivel, ser mais chato do que o original tendo apenas um pouco mais da metade do tempo do filme anterior. É bom, mas não é tão maravilhoso e encantador quanto é a obra original.

Se for comparar com o original, veremos um absimo separando uma obra de ficção-filosófica e um filme qualquer de ficção que fica encalcado em um romance apático e deixa muito a desejar. Para completar essa resenha, estava fuçando o youtube para planejar o Clipe JP do mês de uma belissima e ao mesmo tempo poderosa chamada Schism da banda Tool e vi que fizeram uma montagem da musica com imagens do filme e consequentemente ficou bem melhor do que o longa. Confiram ai e desculpem a demora por postar algo novo. Sinto que bons ventos virão ... abraços!

Ficha Tecnica:
Solaris
Diretor: Steven Soderbergh
Elenco: George Clooney, Natasha McElhone, Viola Davis e Jeremy Davis
Gênero: Ficção/Romance
Cotação: 50% - Filme Assistível
Musica: Schism
Banda: Tool
Disco: Lateralus









Clipe:

Comentários

  1. Tenho curioso em assistir o original russo primeiro.

    As críticas para esta refilmagem não foram das melhores, porém sempre prefiro conferir para ter a opinião própria.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Nunca tive coragem de ver essa versão de "Solaris", especialmente pelo fato de nunca ter visto uma crítica muito elogiosa ao filme...

    ResponderExcluir
  3. Eu não assisti ainda a este filme. Por muitas razões: não sou fã de ficção científica e só li coisas ruins sobre "Solaris".

    ResponderExcluir
  4. eu achei chato pacas.
    preciso ver o original.
    abraço, JP.
    :P

    ResponderExcluir
  5. Esse aí eu não tenho vontade de ver.
    =]

    ResponderExcluir
  6. Francamente, acho que Steven Soderbergh é um dos diretores mais medíocres da atualidade. Seus filmes me são terríveis ("13 Homens", "Traffic") e este "Solares" talvez seja o pior dele. Só não merece um zero pela boa fotografia e pelo empenho de Natasha McElhone, que tem forte presença no longa.

    ResponderExcluir
  7. Uma pena, pois Steven Soderbergh é interessante. Ao menos Traffic é um belo filme...

    Abs!

    ResponderExcluir
  8. Pra mim tem cara de bomba, mas se você diz que é assistível, então darei uma chance.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas