Analisando Sexta Feira 13

Hoje, é um evento cinematográfico importante. A volta “triunfal” de um dos mais notórios assassinos do cinema mundial que é Jason Voorhees da franquia mais questionável e odiada por muitos: Sexta Feira 13. a franquia volta novamente depois do lamentável Jason X(Desconsiderando Freedy vs Jason) e foi ressuscitada pela Platinum Dunes, produtora de Micheal Bay e quem fica na batuta da direção é Marcos Nispel, o mesmo do remake de O Massacre da Serra Elétrica. Porém a proposta desse texto não é falar sobre o novo filme dele, mas sim questionar de como ele conseguiu chegar aos tempos de hoje mesmo sabendo que a franquia piora a cada dia.

Iniciada na década de 80, o primeiro filme pode ser considerado um clássico, já que ele é praticamente um filme padrão para qualquer filme do gênero durante essa década e a posterior. E curiosamente no primeiro filme ele não é o vilão, mas sim a sua mãe. Do segundo filme em diante é o personagem Jason que toca o terror contra “pobres jovens” no Acampamento Crystal Lake.

Pois bem, se perguntar a algum cinéfilo sobre essa franquia, todos vão dizer que é um lixo e é praticamente a mesma história em todos os filmes, tirando Jason X por que aquilo não pode ser considerado um filme, mas um afronte a inteligência alheia. Tem elementos fundamentais e duvidosos como a nudez gratuita e a extrema violência entre o seu carrasco contra a sua vitima. Alguns já perceberam que existe um que de puritanismo já que praticamente quem faz sexo em seus filmes, a incidência da morte de quem faz sexo, aumenta e quem não faz, fica imaculada no final reforçando a idéia, quem transa, morre.

É visível que a cada filme que passa, a qualidade fica mais deficitária e ficando assim para o projeto fique mais propenso a violência e mais violência. E o mais esdrúxulo são as “grandes” sacadas dos roteiristas para ele voltar e tocar o terror contra a galera, principalmente de Jason Vai Para o Inferno onde o legista vê o coração dele e devora ali mesmo fazendo que o espírito de Jason vá para o corpo dele. UIA!

Mas essa franquia está viva por um elemento fundamental: os fãs. É uma das franquias onde tem os fãs mais apaixonados do cinema. Eles lotam o cinema só para ver esse ícone do horror em ação, matando adolescentes de 30 anos com os peitinhos de fora e matando os bobos com um facão onde corta até pensamento. Mas o maior mérito desses fãs é saber as suas limitações. Eles sabem reconhecer quando um filme da saga é bom ou não, e que sentem pena que fizeram com o personagem de acordo com os anos. Mas eles também carregam a esperança de ver um filme à altura do ícone dele e da importância que ele tem para o cinema de horror.

Se existe alguma expectativa para o novo filme do Jason, a resposta é bem clara: Não. Mas devemos encarar esse novo capitulo como um filme comum, no qual, se for bom é só apontar com sensatez os pontos positivos. Entretanto se for ruim, bem um filme a mais ou um filme a menos para a franquia que diferença irá fazer. Boa sorte aos fãs para a nova incursão do “astro” nas telonas.

Comentários

  1. espero ver o filme ainda nesse fds.

    e tem q ter peitinhos. se não tiver, nao sera digno da serie

    UAHUAHUA

    bom fds, JP

    ResponderExcluir
  2. Sendo ou não de qualidade, não aprecio este género de filmes. Por isso está descartado...

    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Confesso que não tenho a mínima vontade de assistir a este remake, mas li, no blog do Dudu, uma ótima opinião sobre o filme e me surpreendi por causa disso. Será, então, que esta seria uma obra digna de se assistir???

    Bom final de semana!

    ResponderExcluir
  4. Assim como a Kamila, também não tenho a mínima vontade de ver esse filme, mas já vi muita gente falando bem, o que até me pegou de surpresa. Quem sabe no DVD...

    ResponderExcluir
  5. Ótima reflexão! Acho o 1o filme um clássico mesmo.

    ResponderExcluir
  6. Quero ver! Os remakes têm melhorado. O meu predileto é a nova versão de "O Massacre da Serra Elétrica", com cenas reais e tal.

    ResponderExcluir
  7. Eu tenho expectativas sim para o filme do Jason.
    Quero ver o brutamontes tocando terror geral nessa volta às origens da série.
    Gosto muito de filmes de terror e vou com certeza assistir o novo filme do Jason no cinema.
    E prefiro Freddy Vs Jason a Aliens Vs Predador.

    ResponderExcluir
  8. É...não acho que será triunfal este retorno. Nispel fez o horroroso Desbravadores, NOT TO BE TRUSTED!

    Ciao!

    ResponderExcluir
  9. Acho a saga de Jason pavorosa (não no sentido de dar medo, porque este tipo de filme me faz rir), mas no sentido de produção deficitária, ruim mesmo. Vou passar a km de distância desta volta (triunfal?).

    ResponderExcluir
  10. Apesar de ser bastante cultuada, , nunca vi nenhum episódio da série, gostaria de fazê-lo antes de ser pego por esse remake, que aliás está detonando as bilheterias americanas neste fim de semana.

    ResponderExcluir
  11. Esse deve ser pura nostalgia, quero ver só.

    Quanto ao filme do post anterior, é muito fraco mesmo.

    ResponderExcluir
  12. Eu sou fã da franquia. Aliás, do original até o quarto filme, pois do quinto em diante tudo desanda (com exceção de "Freddy Vs. Jason", que considero um confronto sensacional entre dois dos maiores ícones do gênero). E eu vi este novo "Sexta-feira 13", que não é uma refilmagem e ou mesmo um prequel - pode-se dizer que é um pouco dos dois com alguns ares inovadores. No entanto, o resultado é muito ruim!

    ResponderExcluir
  13. Ótimo texto, hein! É pra ver sem expectativas! Mesmo para os fãs... Ver Jason na telona já é lucro.

    Abs!

    ResponderExcluir
  14. Não sou fã da série, nem do gênero, ma quem sabe na TV eu vejo, por enquanto, tenho outros filmes na frente para ver no cinema.

    ResponderExcluir
  15. O filme deve ser um lixo.
    E eu vou adorar =)

    ResponderExcluir
  16. Da mesma maneira que você, também não tenho a mínima expectativa quanto ao filme, por inúmeros motivos, incluindo a qualidade da franquia.

    Abraços!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas