El Orfanato

Quer chamar atenção de qualquer espectador desavisado comum? Coloca assim em letras garrafais: tal diretor famoso apresenta... e pronto, tem uma chamativa de ouro para um projeto. Porém esquecem de avisar que tal diretor famoso não dirige, é só aquele carinha que financia o filme e dá diretriz do projeto e só. E mais uma vez, espectadores mal avisados foram ver O Orfanato de Juan Antonio Bayona crendo ver o novo filme de Guillermo Del Toro, ledo engano. E sobre o filme, bem... O filme é... (...)

O bom filho a casa retorna, porém no caso de Laura, a boa filha a casa retorna. Depois de vários anos afastados de onde cresceu, ela compra o orfanato onde viveu sua infância, O Orfanato Bom Pastor. Junto com seu marido e seu filho adotado que sofre de uma grave doença. Mas a sensibilidade de seu filho consegue ressurgir almas que não descansam e um terrível segredo está prestes a se revelar dentro desse orfanato.

Guillermo Del Toro depois de ter conseguido fazer sua “obra-prima” El Laberinto del Fauno, ele criou uma produtora especial para novos talentos chamado Está Vivo! Laboratório de Nuevos Talentos e o primeiro projeto do diretor como olheiro de novos talentos é O Orfanato e o escolhido foi J.A. Bayona, formado na Escola de Cinema e Audiovisual de Catalunya, na Espanha. A questão é, será que a produtora irá colher os louros como o seu dono?

O roteiro de Sergio G. Sánchez mesmo sendo bem escrito, obedece ao script sobre filmes que envolvem assuntos mediúnicos trazendo uma nula evolução, a não ser pelo comportamento da personagem principal, mas e ante mão, nas primeiras cenas já é de prever o final e ainda pior, se tiverem visto Fauno, irão perceber que o sentido filosófico de Fauno é repetido nesse filme. Chato não?

Belén Rudea faz uma interpretação fortíssima e digna de aplausos para a personagem Laura faz com que arranque elogios sinceros. Já o filho da personagem interpretado por Roger Príncep é uma palavrinha: irritante. E mesmo aparecendo pouco, Edgar Vivar e Geraldine Chaplin fazem uma das seqüências de maior arrepio da trama e que vale a pena sentir o medo, porém depois da aparição deles, o filme cai de um jeito tão singelo.

Bayona não traz nada de novo, porém a competência dele é visível. Mas ele conseguiu criar uma seqüência assustadora no encontro dos médiuns, mas depois disso, tudo que o espectador já calejado no assunto já viu: sustos secos, trilha indicando um susto, cortes rápidos, seqüências dosadas de medo e um final que tenta surpreender, mas que falha feio.

(...) Decepcionante, uma palavra certa para esse filme que no qual tinha tudo para ser um novo fôlego do cinema de horror se tornou apenas mais um filme de casa mal assombrada de fim previsível. Uma pena, já que ainda tinha esperanças de que não sentiria uma frustração tão drástica quanto foi para El Laberinto, mas senti e foi nesse filme. Sorte no próximo projeto Del Toro.

Ficha Tecnica
O Orfanato (El Orfanato)
Dietor: Juan Antonio Bayona
Elenco: Belén Rudea, Fernando Cayo, Roger Príncep, Mabel Rivera, Edgar Vivir e Geraldine Chaplin.
Gênero: Drama/Suspense
Cotação: 47% - Filme Mais ou menos

Se gostou, recomendo:

A Espinha do Diabo
A Dama Na Água
Mar Adentro
Os Outros

Comentários

  1. João, que pena que você achou esse filme decepcionante. Eu pensava que ia ser justamente o contrário.

    ResponderExcluir
  2. Cara, sabe que achei bem interessante esse filme. Mas, é realmente um filme de ame-o ou deixe-o.

    Abraço!!!

    ResponderExcluir
  3. Hehe, os caras são malandros mesmo. Me lembro que tinha um Frankstein, provavelmente um filme tosco, onde o "Martin Scorsese Apresenta" era o que mais chamava atenção, obviamente. Aqui a imagem da capa: http://www.starcineshop.com.br/lojas/00003769/prod/PL2162A.jpg

    Abraços, até mais!

    ResponderExcluir
  4. Sabe o que é...
    1) bebi uns drinks no almoço
    2) era a UNICA opção


    kkkkk

    valeu pra poder falar mal!

    rsrs

    ResponderExcluir
  5. Não sabia desse lance da produtora.. estou mal informado mesmo, não entendi as chamadas do filme na Tv anunciando o nome do Guillermo Del Toro, sendo que ele nãoa aprece como diretor e nada na ficha técnica... valew por me atualziar a respeito...
    quanto ao filme, provavelmente sóv erei mesmo nas locadoras, pois duvido muito que venha pra cá...
    parece ser interessante, mesmo com sua critica ainda quero assisti-lo...
    abraços

    ResponderExcluir
  6. O que chamou a minha atencao foi mesmo o nome do Del Toro no poster e no trailer. Ateh cheguei a pensar que ele tinha assinado o projeto, fui tao desavisada que ateh pelo final do filme achava que ele tinha sido o diretor, entao subiram os creditos e eu respirei aliviada.

    ResponderExcluir
  7. Eu vi o trailer do filme e todo o hype em cima dele e estou curioso em assistir.
    O Labirinto do Fauno eu achei uma obra-prima mesmo, sem aspas hehehehe.
    Vamos ver se esse é bom.

    ResponderExcluir
  8. Eu adorei O Orfanato! A história e as atuações foram ótimas... Achei que foi até melhor que " O Labirinto..."

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas