2 de fevereiro de 2008

Ladrão Que Rouba Ladrão (Ladrón Que Roba A Ladrón)

Nada na vida não se cria, se transforma. Essa frase nunca se encaixou tão brilhantemente no cinema. Não quero dizer que não exista originalidade, claro que existe, porém fica difícil e muitas vezes ficamos reféns das copias e quando se tenta ver o original, ou ficamos felizes ou ficamos chateados pelo produto original. E em filmes de assaltos e roubos é que as copias são de enxurradas, mas serem eficientes é uma outra história. Ladrão Que Rouba Ladrão se encaixa nessa pragmática.

Moctesuma Valdez é um bem sucedido empresário que fez sua fortuna vendendo placebos para as pessoas pobres, em suas maiorias imigrantes, que tinham a chama da esperança intacta em suas vidas. Mas Alejandro e Emilio indignados com os métodos do charlatão resolvem um plano mirabolante para roubar toda a grana do figurão, com isso irão contar com uma equipe deslocada e com a sorte com que tudo saia perfeito.

Um dos maiores destaque por parte de nós, brasileiros, é pelo simples fato de que os seus atores principais serem atores de novelas mexicanas. Sim, daquelas novelas que passam constantemente no canal do Silvio Santos e ainda é protagonizado por Fernando Colunga, sim, aquele galã de A Ursupadora e Maria do Bairro. E outro ator também que está no balaio é Miguel Varoni, de nome não dá para lembrar quem é, mas se lembram daquela novela Pedro, O Escamoso? Sim, ator que faz aquele personagem bizarrissimo é um dos protagonistas desse filme. Daí se pensa que o filme é ridículo por ter esse elemento, mas acreditem, irão se surpreender.

O roteiro segue a risca da escola de filmes de assalto que já existem. Personagens carismáticos, um vilão que cria ojeriza para o espectador, momentos engraçados e balanceamtos do plano que pode dar certo ou errado. Porém com esses elementos fazem que a engrenagem do filme funcione tranqüila, mas que não se pode cobrar muito do roteiro dele. O elenco funciona bem e ainda bem que eles têm a noção que trabalhar no cinema é totalmente diferente do que trabalhar em telenovelas. A direção do filme também segue a cartilha de filmes de ladrões e não perde o ritmo mesmo sendo um filme modesto, Joe Menendez soube bem aproveitar os maniqueísmos desse gênero e fez um filme ágil, direto e simples.

Ladrão Que Rouba Ladrão não pode ser o melhor do gênero, mas que cumpre o seu papel que é divertir um simples espectador durante seus 98 minutos com tudo que o gênero nos reserva: uma boa trama, roteiro agradável, atuações coerentes e o melhor de tudo, uma reviravolta decente que não deve nada aos grandes filmes. E principalmente, quem dera se o monopólio do cinema brasileiro aprendesse essa pequena lição desse filme onde novela é uma coisa e cinema é outra.

Ficha Tecnica
Ladrão Que Rouba Ladrão (Ladrón Que Roba A Ladrón)
Direção: Joe Menendez
Elenco: Fernando Colunga, Miguel Varoni, Ivonne Monteiro, Julie Gonzalo, Gabriel Soto e Saul Lisazo
Gênero: Aventura/Comédia
Momento Inesquecivel: A explicação de Emilio para roubar Moctesuma
Cotação do filme: 65% - Filme Assistivel

Se Gostou do Filme Recomendo:

Uma Saida de Mestre
11 Homens e Um Segredo
As Loucuras de Dick e Jane
Nove Rainhas

14 comentários:

  1. Oi, JP! Sumi daqui pq não consigo acessar seu blog de onde trabalho... :( Não consigo entender pq.

    ResponderExcluir
  2. Deve ser legal esse filme.
    O elenco já deixa curioso hahahahahaha.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. O elenco já deixa curioso ²
    Assisti Persépolis no último sábado e adorei.
    Valeu pela indicação!

    Abraço

    ResponderExcluir
  4. O elenco já deixa curioso³
    Você foi bastante coerente ao falar da relação cinema/novela, no nosso país esta linha é muito tênue.


    Gustavo Madruga

    ResponderExcluir
  5. Olha o Fernando Colunga, galã de novelas mexicanas, nesse filme. Aliás, reconheci outro nome das minhas andanças pelas novelas do México: o Saul Lisazo!!!

    Vou tentar conferir o filme!

    ResponderExcluir
  6. Todo mundo diz isso ... realmente o elenco é curioso e o filme mais ainda ...

    Outra ... se chegar o filme aqui no Brasil será milagre ... mas com o elenco desse ... quem sabe eheheh

    abraços a todos ...

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. O que, Carlos Daniel Bracho é o protagonista deste filme? Já vou correr atrás de alguns meios para conseguir ver o filme! E se eu tenho alguns pecados a confessar, um deles é que eu assistia "A Usurpadora"!
    Eheheheheh...

    ResponderExcluir
  9. Alex, eu ADORO "A Usurpadora", "Maria do Bairro", "Maria Mercedes", "Marimar", "Por Teu Amor", qualquer novela mexicana. Isso é meu guilty pleasure! rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrrsrsrs

    ResponderExcluir
  10. revelações ... revelações ...
    ehehehe

    ResponderExcluir
  11. Putz, Kamila! Também via "Maria do Bairro". Adoro os momentos na prisão, mais toscos impossível! Acho que a última novela mexicana que acompanhava no SBT foi "Rubi". Agora deixa eu parar por aqui porque quero continuar preservando os meus segredos, rs.

    ResponderExcluir
  12. No fundo todo mundo assistia Maria do Bairro, A Usurpadora mas quase ninguém confessa hahaha.

    Esse filme me deixou curiosa tbm, ainda mais com Saul Lisazo!!!

    ResponderExcluir
  13. oi pessoal
    sou Mara

    Eu assisti esse filme e achei muito consativo. Dialogos e situaçoes que nao terminam... 20 minutos para uma cada acao. Uma novelona!!!

    ResponderExcluir