O Visitante Q (Visitor Q)


Hoje vemos em quase todas as sociedades, o questionamento do que está acontecendo com os jovens de hoje. Atualmente está se tornando ao mesmo tempo comum e macabro atentados que os jovens estão cometendo em algumas sociedades. Jovens metralhando colegas, espancando mulheres e menos favorecidos, matando os próprios pais. No Japão um jornalista que encontrar a resposta do por que da sociedade japonesa ser tão cruel, porem a resposta (...)

O Visitante Q de Takashi Miike é algo curioso de se falar. Imagine, o filme é baseado no filme Teorema de Píer Paolo Pasolini. Poderia se dizer que seria um remake inusitado não? Porém não é. O filme original depois ganhou a sua versão literária e Miike utiliza muitas bases do livro de Pasolini e principalmente o eixo que liga os dois filmes: a estrutura da família. Então o que falar dessa adaptação?

(...) Como dizer sobre um jornalista que quer achar as repostas sobre essa questão sem olhar para a família dele? Começando por ele, que faz incesto com a própria filha, problemas no seu trabalho e complicação na ejaculação. A filha saiu de casa e é uma prostituta; a matriarca é espancada todo santo dia pelo filho que este mesmo é literalmente humilhado pelos colegas do colégio. Mas com a chegada de um visitante sem nome e sem passado, a rotina dessa família irá mudar para sempre.

O roteiro do filme como já referido, se baseia na obra de Pasolini, mas Visitante Q fez uma adaptação para a realidade do seu país, e que acreditem, não foge muito de onde vivemos não. Assim como na obra original, faz uma critica severa a sociedade de onde se passa a história. E a direção de Miike neste filme é algo de outro mundo. As influencias de Pasolini estão nesse filme na forma mais bruta, mas também tem características do cinema naturalista extremista japonesa dos anos 70. e a violência que Miike cria nesse filme é algo que fica no limite entre o surrealismo e bizarrice, por que ele explora tanto a violência visual quanto a psicológica. Mas também não se deixa de ter cenas de arte que faz com que essa obra seja tão rica.

O Visitante Q é um filme estranho, violento e assustador. porém não tem monstros, sustos, fantasmas, nenhum elemento taxativo do gênero. O filme assusta por que assim como em algumas obras como Salò e O Império dos Sentidos, o que mais assusta é do que o ser humano é capaz de fazer e pior, é quando nós tentamos não acreditar que aquilo pode ser real. Acredite, pode sim, de incentivo e verás o que acontecerá ... Uma ótima adaptação sem duvida.


Ficha Tecnica:

O Visitante Q (Visitor Q)
Diretor: Takashi Miike
Baseado No Filme/Livro Teorema de Pier Paolo Pasolini
Gênero: Horror/Drama/Humor Negro

Se gostou do filme recomendo

O Império dos Sentidos
Teorema
Salò
Ichi The Killer

Comentários

  1. Bizarro, muito bizarro... é o que eu tenho pra dizer deste filme...Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Miike é massa. Vi pouca coisa dele, mas curti muito. Até mais

    ResponderExcluir
  3. O que eu mais gosto de vir aqui no blog do João é que eu descubro esses filmes sobre os quais eu nunca ouvi falar. Belo texto!

    ResponderExcluir
  4. Esse filme estou louco para ver. Assim que tiver um tempinho e disposição vou procurá-lo. Abraço!

    ResponderExcluir
  5. Sempre uma dica "esranha" , ams concordo com o que a kamila disse e assino em baixo. inté!

    ResponderExcluir
  6. Está caprichando no cinema oriental né, JP?!
    Depois que vi a relação deste filme com "O Império dos Sentidos" eu vou correr na próxima vez para alugar este segundo. O ser humano é capaz de qualquer tipo de atitude, e é bom saber que exista cineastas que não tem nenhum pudor em mostrar isso para o público em celulóide.

    ResponderExcluir
  7. Poh...curti o que o Ronald disse, me interessou!
    Gosto de ver o bizarro em cena...geralmente é o original hoje em dia!
    Quero muito ver...
    vlw pela indicação!
    Abraço

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas