007 Contra Goldfinger




Depois de uma missão bem sucedida no México, o agente 007, James Bond vai para Miami para ficar de olho em Auric Goldfinger, um excêntrico ourives, mas que esse homem que almeja o brilho dourado quer é executar um audacioso plano que é invadir o Fort Knox e só James Bond para deter esse maníaco por ouro.

007 Contra Goldfinger é baseado em uma obra de Ian Fleming, é o terceiro filme da serie do agente e com certeza é o mais importante em vários aspectos. Nos primeiros filmes conseguiu alcançar ótimos vôos como sucesso de bilheteria e critica. Mas com o Goldfinger a serie deslanchou de vez. Conseguiu se pagar em duas semanas e um detalhe, na época não tinha os famosos multiplexs. Fora a explosão da bondmania que vinha desde perfumes, quebra cabeças, roupas e por ai vai. E o mais importante, o filme foi a consolidação total de Sean Connery que no mesmo ano fez Marnie, Confissões de uma Ladra de Alfred Hitchcock.

Os principais elementos da serie do agente estão todos nesse filme: as engenhosidades de Q que nesse filme tem o inesquecível carro Aston Martin DB5; as longas seqüências de ação que variando de filme pode de 2 a 4 seqüências; os vilões que sempre causam admiração e raiva; e as musicas temas que tocam na entrada do filme que pode até supor que é o pai dos videoclipes por que consegue com maestria mesclar imagem a musica e fora que a musica tema do filme é uma das melhores já feita na história do cinema.

O roteiro do filme foi bem adaptado do livro para o longa dando destaque a linguagem simples que atrai todo o tipo de espectador. A trilha sonora do filme é conduzida com maestria por John Barry que além de imortalizar a musica tema, consegue mesclar com a musica tema. O elenco do filme conseguiu não apenas trabalhar bem, mas os seus personagens entrarem na galeria eterna do cinema. Gert Frobe está sublime como o inesquecível vilão Goldfinger e que cada aparição sua parecia que o filme ganhava um brilho extra e principalmente com uma frase que marcaria toda a franquia “No Mister Bond, I Expect You Die” e Sean Connery... Precisa dizer algo? O filme diz por si só do por que ele é inesquecível.

Uma obra prima do cinema, um filme que prova o do por que da adoração ao maior agente 007, a consolidação total de Sean Connery e principalmente o começo de uma das mais bem sucedidas seqüências de todos os tempos e não é a toa que já tem 21 filmes oficiais e 2 não oficiais. Cinema de ação de verdade, um clássico

10,0























Creditos Iniciais do filme : http://www.youtube.com/watch?v=RftxesXRPtE

Comentários

  1. Nada melhor do que fazer uma resenha de algum filme do James Bond um pouco antes de sua nova fase com Cassino Royale. Gostei bastante deste texto de GoldFinger (o meu filme do personagem predileto até o momento) especialente pelas curiosidades e as importâncias descritas deste episódio em relação a toda franquia.

    ResponderExcluir
  2. Esse já tenho vontade de ver.
    Muita.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas