Sympathy For Mr. Vengeance


Ryu é é um surdo-mudo. Dedicado a sua irmã e trabalha em uma fábrica. Mas ele descobre que a sua irmã está muito doente e que precisa com urgência de um transplante de rim, mas ele perde o emprego e ainda pra piorar, ele tenta um rim no mercado negro, mas perde as economias, próprio rim e é enganado. E em um momento de angústia Ryu e sua namorada tiveram um plano de seqüestrar a filha do ex-chefe do Ryu de Quatro anos. Tudo iria bem, mas acontecem alguns fatos que põem tudo a perder e a vida de Ryu vai se encontrar com a do Ex-chefe em um embate fatal.

Em Sympathy For Mr. Vengeance de Chan-Wook Park é explorado o tema da vingança e seus caminhos. O filme prova em suas situações que tudo que acontece na vida de cada personagem acontece a constante relação causa - conseqüência aonde cada ação que ocorre durante o filme terá a sua reação futuramente e com suas justificativas. Esse é o primeiro de uma trilogia que aborda o tema da vingança, mas que não é uma trilogia de personagens e sim de histórias que tem como base o tema da vingança e de suas conseqüências sempre carregados com o furor devastador.

O filme é separado em duas partes. Na primeira parte somos apresentados aos personagens principais e que são jogados cenas que de inicio tem um significado, mas quando a cena dá uma continuidade se demonstra outro sentido e que em algumas vezes se torna algo melancólico ou chocante. Na segunda parte do filme começa uma destilação de violência extrema, mas que por incrível que pareça, todos os eventos que ocorrem durante esse ato tem seus motivos. Também o filme tem cenas que impressionam pelo grau de violência que é demonstrado e que é a influencia chave para Eli Roth e sua obra O Albergue. O elenco do filme transmite emoção e arranca lagrimas em momentos de tristeza ou agonia. O roteiro é muito bem trabalhado mesmo com um erro fatal que só os olhos clínicos percebem, a trama é bem contada e que prende o espectador do inicio até o fim e principalmente as seqüências aonde Ryu protagoniza valorizando o som natural da cena juntando com o final surpreendente que só Park sabe conduzir e segurar o tempo inteiro até a sua última cena. O visual do filme é simples, mas rico em naturalidade juntando com suas cenas belas e inesquecíveis.

Um filme que nos faz refletir sobre as situações que se ocorre durante o dia-a-dia. Um filme que não tem limites nas horas extremas, um choque visual aonde a crueldade se tora algo artístico e belo. Um filme que soube bem discutir esse filme sem clichês sobre esse tema que sempre é discutido numa forma muito caricata. Park sabe e muito bem demonstrar ao publico um novo estilo de violência. Um filme que fica na sua cabeça por um longo tempo. Recomendo.

Nota : 10,0

Comentários

Postagens mais visitadas